Grupo que administra a Cosern quer ampliar atuação em eólicas no RN

Publicação: 2019-05-26 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Neoenergia, empresa que administra a Companhia Energética do RN (Cosern), quer ampliar a atuação na produção e distribuição de energia eólica no Estado e na região Nordeste. O presidente da empresa Iberdrola (que controla a Neoenergia), José Ignacio Galán, disse à reportagem da TRIBUNA DO NORTE que a empresa vai participar do leilão de Energia Nova “A-4”, que está previsto para ser realizado em 27 de junho. 

Presidente da Iberdrola, José Ignacio Galán, disse que empresa deve investir R$ 30 bilhões no País
Presidente da Iberdrola, José Ignacio Galán, disse que empresa deve investir R$ 30 bilhões no País

Nesse leilão, 36 projetos são do Rio Grande do Norte. “Esse próximo leilão é uma grande oportunidade de crescimento da nossa atuação na Região. Vamos participar, especialmente em projetos para o Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco”, disse o presidente, que veio ao Brasil inaugurar a Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, localizada em Capanema, no Sudoeste do Paraná.

O novo leilão de eólica foi anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e  compreende a participação das fontes renováveis eólica, solar fotovoltaica, termelétrica a biomassa e hidrelétrica.

O grupo espanhol é pioneiro em projetos de energia eólica no RN, com o Parque eólico de Rio do Fogo, inaugurado em 2006. Ao todo, a Iberdrola possui 11 parques eólicos no Rio Grande do Norte (dois em Rio do Fogo, um em Areia Branca e oito entre os municípios de Bodó, Lagoa Nova e Santana do Matos), com capacidade total instalada de 331,4 MW.

A empresa também possui três  parques eólicos na Bahia (com capacidade total instalada de 90MW) e três parques na Paraíba (com capacidade total instalada de 31,5 MV).

 "Estamos no Brasil há 22 anos. Hoje estamos mais firme que nunca  empenhados no desenvolvimento econômico e social desse País", disse José Ignacio Galán, apontando que o Nordeste é uma região prioritária para investimentos futuros.

 Galán confirmou que a empresa pretende investir, nos próximos cinco anos, R$ 30 bilhões no País. A maior parte desses investimentos será para a implantação de linhas de transmissão de energia e na implantação de parques eólicos.

Eólica no RN
O Rio Grande do Norte é o maior produtor de energia eólica do Brasil e conta, atualmente, com 151 parques instalados e mais de 1,5 mil aerogeradores em operação. O Estado alcançou a capacidade instalada de 4 gigawatts (GW) de produção março deste ano, segundo dados divulgados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Depois do Rio Grande do Norte, o maior produtor é a Bahia, com cerca de 3,6 GW de capacidade, seguido pelo Ceará, com 2 GW.

Para o próximo leilão, o  Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) intensificou os trabalhos de análise técnica e individual dos processos. Com o trabalho desenvolvido pela equipe do Idema, 36 empreendimentos estão aptos a concorrer ao Leilão.

NEOENERGIA
Empresa administra a Cosern e pertence a grupo espanhol Iberdrola
24º maior grupo empresarial do Brasil

Presente em 18 estados nos segmentos de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização;

Leva energia a 34 milhões de pessoas (quase 20% da população brasileira) por meio das suas 04 distribuidoras;

13,7 milhões de unidades consumidoras no RN, PE, BA e SP/MS;


Área de concessão de 836 mil quilômetros quadrados e abrange quase 1.000 municípios;

NO RN
O grupo espanhol é pioneiro em projetos de energia eólica no RN, com o Parque eólico de Rio do Fogo, inaugurado em 2006.

Possui 11 parques eólicos no Rio Grande do Norte (dois em Rio do Fogo, um em Areia Branca e oito entre os municípios de Bodó, Lagoa Nova e 

Santana do Matos), com capacidade total instalada de 331,4 MW.


COSERN
A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa do Grupo Neoenergia, é a sexta maior distribuidora de energia elétrica do Nordeste em número de clientes e a quinta em volume de energia fornecida. 

A empresa atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

Apoia, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura Câmara Cascudo, 20 projetos culturais.











continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários