Guararapes planeja 700 contratações até início do segundo semestre

Publicação: 2017-05-19 11:32:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Rio Grande do Norte ainda amarga os reflexos da crise econômica e o número de desempregados é o maior desde 2012. Contudo, com reação da economia e projeção de dias melhores para o setor produtivo, a Guararapes confirmou os planos para contratação de 700 pessoas até o início do segundo semestre deste ano. Até esta sexta-feira (19), 75 novos empregados já haviam sido contratados pela indústria. Os dados recentes são animadores.
Guararapes visa aumentar produção
Guararapes visa aumentar produção no segundo semestre

Os atuais indicadores econômicos, que apontam queda da inflação, dos juros e da inadimplência, além da recuperação de quase 60 mil empregos no país, são alguns dos motivos apontados para a acentuada melhoria de desempenho da Riachuelo no ano. Em balanço divulgado recentemente, a empresa registrou aumento de 900% no lucro em comparação ao mesmo período do ano passado. Somente no primeiro trimestre, a rede de lojas obteve lucro de R$ 110,57 milhões, contra R$ 11,1 milhões entre janeiro e março de 2016. A valorização teve reflexo nas ações da Guararapes, que teve papéis negociados com valorização de 6,12% nesta semana, sendo vendidos a R$ 104..

"Há uma melhoria da performance da Riachuelo, com os índices bastante positivos entre janeiro e março, já divulgados. Abril foi melhor ainda, a empresa também teve um Dia das Mães muito bom, assim como está sendo em maio, muito também em função dos recursos oriundos das contas inativas do FGTS, que também fomentaram a economia. Não sabemos como essas turbulências políticas podem influenciar, mas o planejamento é para a ampliação da produção e vendas", disse o diretor industrial da Guararapes, Jairo Amorim.

No país, o setor têxtil teve saldo de 76.512 empregos no primeiro quadrimestre de 2017, enquanto o Rio Grande do Norte havia registrado perda de 386 no balanço entre admissões (1.198) e demissões (1.584) no período. A Guararapes, segundo o diretor industrial, não teve perda de postos de trabalho no ano devido ao consumo da Riachuelo, que reduziu o consumo de importados e privilegiou a produção interna.

"O cenário tem sido positivo e a situação tem melhorado. Mantivemos a fábrica em pleno funcionamento, mesmo no momento de crise, e o momento agora é de ampliação", comemorou Jairo Amorim.

Para colaborar na produção, a Guararapes prevê a contratação de 200 pessoas até o fim de junho, contando com os 75 que já estão trabalhando. Após o período de 10 dias de férias coletivas previstas para julho, a empresa fará novas contratações.

"Deveremos contratar mais 500 pessoas (no início do segundo semestre), somando 700 contratações ao todo, e aumentar a nossa produção. A maioria das contratações será de costureiros, mas também haverá novas vagas no setor de engenharia, de suporte técnico, e outras áreas", explicou o diretor industrial da Guararapes.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários