Há vagas

Publicação: 2018-04-01 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Depois de comandar o Brasil nos amistosos diante da Rússia (3 a 0) e da Alemanha (1 a 0), os últimos antes da convocação final para a Copa do Mundo, o técnico Tite admitiu que ainda existem disputas por vagas dentro da seleção brasileiro e que alguns desses lugares vão ser definidos "por um fio de cabelo".

Apesar de já estar com quase todos os escolhidos para o Mundial da Rússia, o técnico Tite mantém o mistério para algumas posições e estimula a disputa saudável por um lugar na lista final da Copa
Apesar de já estar com quase todos os escolhidos para o Mundial da Rússia, o técnico Tite mantém o mistério para algumas posições e estimula a disputa saudável por um lugar na lista final da Copa

Tite comentou a situação da equipe quando ainda estava em Berlim. O jogo diante dos alemães era o último que ele tinha para observar seus jogadores, antes da convocação para a Copa do Mundo no início de maio. "Existem disputas dentro da equipe", admitiu o treinador. "Algumas são mais acirradas", disse.

Para ele, existe uma "pressão" sobre Alisson. Mas o que está "em aberto" é a zaga. "Thiago Silva, Miranda e Marquinhos poderiam entrar de olhos fechados", disse. "Mas um fio de cabelo vai definir", admitiu, em referência ao quarto zagueiro que vai ser convocado para a Copa do Mundo e possui opções como Pedro Geromel, Jemerson e Rodrigo Caio. No jogo contra a Alemanha ele colocou em campo a dupla formada por Thiago Silva e Miranda.

Tite também citou o fato de usar Fernandinho como "articulador e construtor". "Mas ele vai competir com Paulinho, Casemiro e Coutinho", disse. O treinador usou o meio-campista do Manchester City em uma posição que lhe fez realizar funções ofensivas contra a Alemanha, na esperança de criar alternativas nesse momento. Outra função que passa por uma disputa é a exercida por Willian, Philippe Coutinho e Neymar. "Vai ser difícil", apontou.

A contusão do jogador do Paris Saint-Germain ainda obrigou Tite a acelerar uma adaptação de seu esquema, algo que ele estava planejando realizar apenas na fase final de preparação para a Copa do Mundo. "A realidade da Seleção te existe reinventar e se adaptar e apressar decisões", admitiu.

Segundo ele, a ausência de Neymar ainda permitirá que o grupo use a ocasião para ver Fernandinho como articulador e para a equipe "se consolidar".

Garoto propaganda

Tite já está na tela da TV, dando uma preleção para todos os brasileiros. É a estreia do treinador como garoto-propaganda de um banco.

A campanha é a terceira protagonizada por Tite, consequência do cargo, do sucesso da seleção e da proximidade da Copa da Rússia. Em 2017, ele fez propaganda na área de educação, sua primeira campanha.

Como seus antecessores, o treinador aproveita a onda para “ganhar um extra’’. Mas, ele se impôs, e impôs, algumas regras para fazer as campanhas, de acordo com pessoas que acompanharam o processo.

Entre elas estão não fazer propaganda de bebida alcoólica, só gravar, fotografar e fazer outras ações publicitárias em finais de semana para não interferir no seu dia a dia na CBF (quando está no Rio, dá expediente na sede da entidade de segunda a sexta das 9h às 17h) e limitar a três as campanhas - em 2014, Felipão fez seis.

“Ele começou a planejar (a participação em propagandas) no ano passado. Mas não queria ficar sobrecarregado e misturar as coisas. Por isso decidiu, por exemplo, encerrar as gravações bem antes do início da Copa’’, contou um interlocutor do treinador. Tite não deverá gravar mais nada a partir de agora.

Uma das condições colocadas por ele foi a de poder alterar o roteiro das peças publicitárias, caso algum texto não “refletisse’’ o Tite real. A CBF não colocou restrições a esse trabalho paralelo do técnico. Ele iria consultor a entidade caso fosse procurado por algum concorrente dos patrocinadores da seleção, o que não ocorreu.

Invocando cláusula de confidencialidade, nenhuma das partes revela o valor do “cachê’’ do treinador. Fontes do mercado publicitário dizem que, considerando fatores como credibilidade, imagem positiva e a época, cada campanha pode render pelo menos algo em torno de R$ 2 milhões. Neymar, a estrela maior do futebol brasileiro, fatura R$ 5 milhões por campanha com veiculação nacional.

Credibilidade

As empresas, obviamente, têm a contratação de Tite como um gol de placa e destacam seu carisma e a imagem de seriedade. “Somos patrocinadores da seleção brasileira desde 2016 e buscávamos um embaixador que pudesse assinar junto com seleção em ano de Copa’’, disse Hélio Melo, diretor de marketing da Cimed. “Entendemos que o Tite era o nome de maior credibilidade.’’

A Samsung considerou o poder de liderança e a determinação do treinador características que “casam’’ com a filosofia da empresa. “O Tite foi escolhido porque tem atributos que estão alinhados com a marca’’, explica Andréa Mello, diretora de marketing corporativo.

Ambos os executivos dizem que poderão renovar com Tite independentemente do resultado do Brasil na Copa. Mas todos os contratos terminam ao final do Mundial.

Briga na zaga
A posição de zagueiro parece ser uma das dúvidas do técnico Tite. Três disputam a última vaga:

Rodrigo Caio
O jogador despontou ano passado como um dos principais zagueiros do futebol brasileiro e ganhou espaço nas convocações. No entanto, nesse início de temporada, com a queda de produção do São Paulo, o zagueiro passou a ser questionado. Foi convocado para os amistosos na Rússia e Alemanha.

Geromel
O gremista Geromel pinta como um dos favoritos na bolsa de apostas para a última vaga de zagueiro da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia. Sua regularidade é a principal arma. O título da Recopa Sul-Americana também ajudou a manter a projeção nacional e internacional do atleta neste início de ano.

Jemerson
Pouco reconhecido no Brasil, o zegueiro Jemerson tem nisso uma de suas principais armas. O fato de atuar fora do País e de conviver dia a dia contra adversários que estarão na Copa do Mundo o tornam o mais experiente nesse tipo de jogo e por isso pode acabar sendo o escolhido pelo técnico Tite.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários