Henrique defende criação da Universidade do Seridó

Publicação: 2013-03-31 00:00:00 | Comentários: 2
A+ A-
O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, reafirmou o seu empenho pessoal na mobilização de diferentes segmentos políticos, sociais, religiosos e econômicos do Estado em defesa do pleito de implantação da Universidade Federal do Seridó, no Rio Grande do Norte. “Que ninguém duvide: Entro nessa luta de corpo e alma, com toda determinação”. Ele manifestou também plena confiança em que tanto o ministro da Educação, Aloysio Mercadante, quanto a presidenta Dilma Roussef serão sensíveis  a esse pleito, que não é só da região do Seridó: “É de todo o Rio Grande do Norte”.
Agência SenadoHenrique Eduardo Alves destaca união da classe política no RNHenrique Eduardo Alves destaca união da classe política no RN

E enfatizou: “Não tendo dúvidas de que vamos vencer esta parada”. Henrique enalteceu a vocação desenvolvimentista do Seridó, lembrando que foi lá que se discutiu e se elaborou o primeiro plano regional de desenvolvimento do Estado, documento que plantou a semente da luta pela Universidade.

Para o presidente da Câmara, não é mera coincidência o fato do atual arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, ter coordenado o movimento pelo plano de desenvolvimento regional e agora estar sendo o elo catalizador da união de forças norte-riograndenses em defesa da Universidade.

Ele também fez questão de assinalar que, uma luta dessa, não é a luta de um homem só. “É uma luta para concretizar sonhos e aspirações de uma das regiões mais importantes do Estado e que, através dela, busca reencontrar o espaço que ocupou como influente polo de desenvolvimento do Rio Grande do Norte”.

Referindo-se especificamente à audiência pública de que participou, dia 18 deste mês na Assembléia estadual, Henrique citou que, na ocasião, o Legislativo conseguiu mobilizar não apenas as lideranças políticas, mas também, a Igreja, na pessoa de Dom Jaime Vieira Rocha, e a Universidade Federal, na pessoa da reitora Ângela Paiva.

“Ficou claro na ocasião, que a classe política está unida nessa batalha. Unida para vencer, como demonstra a representativa lista de presença, incluindo além da governadora Rosalba, deputados estaduais Ricardo Mota e Nélter Queiroz, eu próprio, como presidente da Câmara e representando também o ministro Garibaldi Filho e quase toda bancada federal”, o senador José Agripino (DEM), deputados Fátima Bezerra (PT), Betinho Rosado (DEM) e João Maia (PR), sem falar nos prefeitos, vereadores e outros representantes de 23 municípios da região, à frente o prefeito caicoense, Roberto Germano (PMDB).

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários

  • joselucio_laura

    A nova universidade do seridó, tem que ser em ACARI!!! Quero ver agora, quem é que vai lutar por ACARI.Em épocas de leição, acari dar os votos prá eles, agora queremos o trôco.Nossa cidade é central, todos sabem disso, por quer não ser em ACARI?

  • elem_cec_1

    não seria mais interessante lutar pela federalização da UERN (UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE) ? cASO ISSO OCORRESSE , a universidade teria condições de se expandir por todo estado.