Hermano confirma que pedirá desfiliação do MDB

Publicação: 2019-06-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Com quase 14 anos de filiação ao MDB, o deputado estadual Hermano Morais  vai solicitar desligamento do partido, a fim de, posteriormente, encaminhar petição de justificativa de desfiliação partidária à Justiça Eleitoral. “Meu sentimento é de buscar uma novo rumo partidário, estou solicitando ao partido a minha liberação, para que assim possa fazer uma nova escolha”, disse o parlamentar.

Hermano Morais vai escolher um novo partido e está entre os cotados para concorrer em 2020
Hermano Morais vai escolher um novo partido e está entre os cotados para concorrer em 2020

Hermano Morais afirmou que sempre teve uma história de correção dentro do partido, ao qual se filiou em 29 de setembro de 2005. “Procurei honrar a minha presença na vida pública e partidária, mas acredito que tudo tem uma hora e é a hora de mudar”, acrescentou, durante entrevista à jornalista Anna Ruth Dantas, na 94 FM.

Em relação ao pedido de desfiliação de Hermano Morais, o presidente estadual do MDB, ex-senador Garibaldi Filho, informou que não recebeu, ainda, nenhum comunicado oficial do deputado. No entanto, o ex-senador disse que tão logo seja oficiado, vai reunir a Comissão Executiva para deliberar sobre a questão.

Hermano Morais  conta que vinha sendo estimulado, há algum tempo, por pessoas que o acompanham na política, “a fazer uma nova opção partidária”, de forma que já vem conversando com a direção do MDB a respeito há dois meses.

Ele disse que “não é nada pessoal”, mas admite que divergências políticas sobre os rumos tomados pelo partido o fizeram tomar essa decisão de se desligar da legenda. “Espero que o MDB possa me liberar e tenha condição de seguir na minha vida pública em outro partido”, comentou.

Porém, o  deputado Hermano Morais  ressalvou que não escolheu a nova legenda a qual deve se filiar. “Estou tratando desse assunto por etapas, primeiro preciso resolver a situação dentro do meu partido, o MDB”, reforçou.

Em seguida, Hermano Morais disse que, preliminarmente, tem recebido convites de alguns partidos, “mas só pretendo tratar desse assunto mais adiante, até por questão ética de minha parte, resolver a questão com o MDB”.

Hermano Morais  também não afasta a possibilidade de vir a disputar a Prefeitura de Natal pela segunda vez. Em 2012, foi ao segundo turno das eleições daquele ano, mas em relação ao pleito de 2020, disse aguardar a tramitação de uma proposta emenda constitucional (PEC) no Congresso Nacional, que prevê a prorrogação dos atuais mandatos de prefeitos e vereadores e coincidência das eleições em 2022, quando ocorre a eleição para presidente, governadores, senadores e deputados federais e estaduais.

“É algo que concordo há muito tempo e deve ser apreciado até setembro, mas respeitando esse prazo, se ela for aprovada, poderemos não ter eleições no próximo ano e coincidências de mandatos em 2022”, reforçou Morais, que exerceu quatro mandatos de vereador por quatro vezes em Natal: “Vamos aguardar primeiro essa decisão, mas confirmando o que está posto em 2020, assim poderemos discutir primeiro com a sociedade e com o partido ao qual vier a me filiar, pensar nesse assunto”.

Por enquanto, o deputado Hermano Morais diz que está dedicado ao exercício do terceiro mandato na Assembleia Legislativa do  Rio Grande do Norte, para o qual sempre se elegeu com votação expressiva, “o que nos estimula a continuar na vida pública e se houver possibilidade de experiência no Poder Executivo, no momento oportuno vamos nos posicionar”.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários