Honda promete foco total no futebol local

Publicação: 2020-03-26 00:00:00
A+ A-
O meia japonês Keisuke Honda avisou nesta quarta-feira que o adiamento dos Jogos de Tóquio vai beneficiar o Botafogo. A estrela do time carioca publico nas redes sociais que como o evento não será disputado neste ano, será possível se concentrar somente em defender a equipe alvinegra na temporada.

Créditos: Victor Silva/BotafogoO craque Honda, de 33 anos, estrela maior do Botafogo/RJ revela que sonhava jogar as OlimpíadasO craque Honda, de 33 anos, estrela maior do Botafogo/RJ revela que sonhava jogar as Olimpíadas


"A Olimpíada foi adiada para o próximo ano. Sem problemas. Agora, posso focar ao máximo em jogar para vocês", escreveu Honda. Aos 33 anos, o jogador tem como um dos grandes objetivos representar o país no torneio olímpico de futebol.

Agora, essa meta terá de ficar para 2021, já que a Olimpíada em solo japonês foi adiada para evitar a pandemia do novo coronavírus.
Com três Copas do Mundo no currículo, Honda chegou ao futebol brasileiro neste ano e só conseguiu fazer uma partida, contra o Bangu. O japonês foi o autor do gol do time no empate por 1 a 1 no Engenhão, pelo Campeonato Carioca.

Suspensão 
Anteriormente previsto para ficar suspenso até 31 de março, por causa da pandemia de coronavírus, o futebol carioca só deve retomar suas atividades normais em 30 de abril. O anúncio foi feito, nesta quarta-feira, por meio de um comunicado da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ).

Segundo a nota, a Ferj considerou "a necessidade de integrar o esforço concentrado visando conter a disseminação do novo coronavírus" nesta excepcionalidade do momento e da situação em geral".

A nova determinação foi apontada seis dias antes do fim do prazo inicial, "diante da imprevisibilidade provocada pela covid-19". A Ferj demonstrou sua preocupação com "vidas no momento e com os efeitos da paralisação".

Ainda não há previsão de como e quando vai ser retomado o calendário do futebol carioca de 2020, que teve a paralisação de 11 campeonatos, em sua maioria de equipes de base.

A terceira e última rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, foi disputada no dia 15. Flamengo e Fluminense lideravam os grupos A e B, respectivamente. O rubtro-negro foi o campeão da Taça Guanabara, o primeiro turno.

Vasco
Os jogadores do Vasco não estão parados por conta da pandemia do novo coronavírus, que paralisou todos os campeonatos pelo Brasil por tempo indeterminado. Mesmo em quarentena para se resguardar e ajudar no combate ao covid-19, os atletas receberam uma cartilha para treinarem em casa. O zagueiro e capitão Leandro Castán explicou como tem passado por esse período e pede paciência para que as coisas melhorem e voltem ao normal.

"Momento é difícil. Acredito que o futebol vai ser retomado. Acho que agora é momento de pensar na saúde e de se cuidar. Temos que ter paciência. Nós temos que continuar trabalhando, pois nosso corpo é nosso instrumento de trabalho e é hora de ter muita paciência e sabedoria. Eu já passei por um momento muito difícil na minha carreira, que não sabia se ia voltar a jogar futebol, então acho que tenho um pouquinho de experiência sobre isso. É perseverar e continuar com muita fé que tudo vai voltar ao normal", disse Leandro Castán, em entrevista à TV oficial do Vasco.

O contato com os companheiros de Vasco está mantido. Se a resenha não é mais presencial, como acontece durante a rotina normal dos jogadores, o papo fica facilitado pela tecnologia de acordo com o zagueiro. "Temos conversado mais por mensagem. Chamada de vídeo acho que falei só com o Fellipe Bastos até agora. Nós treinamos juntos e quase todo dia nos falamos por mensagem de vídeo. No nosso grupo do Vasco temos conversado quase que diariamente, principalmente sobre essa situação, nos atualizando. Estamos muito preocupados, então temos nos falado quase todo dia por mensagem, vídeo e tentando manter esse relacionamento estreito", revelou.






Deixe seu comentário!

Comentários