Hospitais Walfredo Gurgel e Deoclécio Marques amanhecem sem atendimento médico

Publicação: 2019-10-24 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed/RN) comunicou a suspensão, a partir das 7h desta quinta-feira, 24, de alguns serviços no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel e do Hospital Deoclécio Marques. De acordo com a entidade que representa os médicos, o motivo da paralisação é o atraso no pagamento à cooperativa.

O Hospital Deoclécio Marques e o Hospital Walfredo Gurgel têm atendimento comprometido
O Hospital Deoclécio Marques e o Hospital Walfredo Gurgel têm atendimento comprometido

Uma reunião entre Secretaria de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte e Coopmed/RN está marcada para a tarde desta quinta-feira, na qual será tratado sobre o pagamento.

De acordo com comunicado divulgado na tarde desta quarta-feira, 23, a entidade afirmou que os serviços que estarão paralisados são os de clínica médica, ortopedia, vascular e cirurgia geral do Hospital Walfredo Gurgel e ortopedia do Hospital Deoclécio Marques, que sequer receberam alguma informação de quando serão efetuados os pagamentos dos respectivos plantões. A entidade reforça que a paralisação segue as regras já instituídas pela própria cooperativa.

O secretário-adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, falou à imprensa na tarde de hoje e reconheceu o atraso. Afirmou que 'problemas burocráticos' fizeram com que os dois contratos não fossem pagos em tempo, mas afirmou que os outros compromissos com a cooperativa foram honrados dentro do prazo contratual.

"Amanhã receberemos a Coopmed aqui, faremos um plano - que já temos em vários hospitais esse plano - para que não haja risco de voltar a ter crise como esta. O mais importante não é resolver a crise agora, o mais importante é a gente prevenir para essa crise não se repetir. Já tivemos a discussão com a própria cooperativa, realmente há um atraso pontual, a imensa parte dos contatos nós pagamos, ficou faltando esses dois contratos que não foram pagos por problemas burocráticos", explicou.

Spinelli afirmou que a Sesap está garantindo que haja fluxo financeiro para essa crise não se repetir e afirmou que as dívidas deverão ser pagas até o final da semana.  "A nossa expectativa é que ainda nesta semana a gente pague os contratos com a Cooperativa".




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários