HQ de terror conta a saga de Hugo na terra Poti

Publicação: 2012-03-23 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Yuno Silva - Repórter

Em 1810, quando a província do Rio Grande era subordinada politicamente à Paraíba e os religiosos locais respondiam ao clero pernambucano, Hugo Ribeiro vagava como um errante por terras potiguares em busca de explicações para a morte da esposa. Durante sua jornada, esbarra em fatos históricos, rituais indígenas e práticas do ocultismo, topa com fantasmas aprisionados na Fortaleza dos Reis Magos e enfrenta forças sobrenaturais. Descendente dos Cavaleiros Templários, ele sabe que pode salvar a alma de sua amada, que supostamente o traiu com uma das personificações do ‘coisa-ruim’, se for ao encalço do dito cujo.
DivulgaçãoDo coletivo K-Ótica, Marcos Guerra e Leander Moura publicam novas aventurasDo coletivo K-Ótica, Marcos Guerra e Leander Moura publicam novas aventuras

Esse é o clima soturno que domina a novela gráfica “O Evangelho Segundo o Sangue” (K-Ótica), de Marcos Guerra e Leander Moura, que terá seu segundo volume lançado neste próximo sábado (24), às 16h, na livraria Nobel Salgado Filho – em frente ao Hospital Walfredo Gurgel. A saga completa de Hugo Ribeiro será contada em 13 capítulos, e nesta edição os autores apresentam os episódios 4, 5 e 6 do conto oitocentista de terror.

O exemplar custa R$ 12 vem em formato tamanho revista, preto e branco com tiragem limitada. Na ocasião, posteres, outros títulos da K-Ótica e o volume um com os três primeiros capítulos também estarão disponível para compra. A HQ ainda pode ser conferida na internet, mas vale ressaltar que há extras na versão impressa. Para manter a atmosfera gótica, o evento incorpora performance do Coro Propagamus, grupo vocal que irá interpretar repertório lírico.

“Apesar de ser ficção, todo o roteiro está embasado em pesquisas e cruzamentos de informações históricas, nada é aleatório”, garante o roteirista Marcos Guerra, que contou com suporte precioso da dissertação de Mestrado “Natal Oitocentista”, cedido pela historiadora – e irmã de sangue – Larissa Neves. De acordo com o roteirista, “O Evangelho Segundo o Sangue” trata-se de uma pesquisa histórica complexa, que culmina em um quadrinho de arte: “Mostramos uma Natal no início do século 19 diferente daquela que estamos acostumados a ler nos livros de História, onde os personagens vivem uma profunda culpa cristã pela descoberta de um mundo pagão que estava escondido por de trás das ruínas, dos mangues e dos conflitos antepassados entre europeus e índios.”

Repleta de nuances psicológicas, citações históricas e referências artísticas, a série começou a ser pensada em 2009, inserida dentro da coleção potiguar de quadrinhos com a grife K-Ótica, quando Leander e Marcos iniciaram as pesquisas, conceituação da linguagem visual e a construção dos personagens. “Apesar dos 13 capítulos estarem prontos, nada impede do roteiro agregar elementos e possibilidades na medida em que os desenhos vão sendo produzidos por Leander”, avisou Guerra. A K-Ótica funciona como uma espécie de selo, que agrega outras séries como “Titanocracia” e histórias avulsas como a d”O Homem da Ilha de Lixo”. 

A abordagem pictórica da narrativa adota uma estética com forte influência do expressionismo alemão, calcada no jogo de sombras, no equilíbrio entre preto e branco, um estilo que remete diretamente aos quadrinhos de terror produzidos durante a década de 1980. “Nossa proposta necessitava de um traço específico, mais rebuscado e de fortes contrastes”, disse Leander Moura. Graduado em Artes Visuais pela UFRN, o quadrinista de 27 anos apresentou o projeto do “O Evangelho...” como trabalho de conclusão de curso.

“Além do embasamento histórico para o roteiro elaborado por Marcos, fui buscar referências teóricas e autores consagrados para conceber o visual da HQ”, explicou Moura, considerando a relação estreita entre os desenhos da novela gráfica potiguar com as ilustrações do francês Gustave Doré (1832-1883) feitas para a versão mais famosa do clássico “A Divina Comédia”, do italiano Dante Alighieri (1265-1321).

Na visão do quadrinista, os três personagens principais da saga ganharam feições inspiradas em personalidades conhecidas do grande público: Hugo Ribeiro, por exemplo, cujo nome faz alusão à Hugo de Payens, primeiro mestre da Ordem dos Templários, e na tradicional e ramificada família Ribeiro, é a cara do ator britânico Lian Neeson; já a esposa falecida, Helena, personifica a atriz brasileira Letícia Sabatella; enquanto o antagonista, Padre Afonso, tio de Hugo, incorpora o grande vilão do cinema nacional José Lewgoy.

Nos planos de Marcos e Leander, que ainda pretendem publicar outros três volumes contendo os sete capítulos restantes d”O Evangelho...”, está o lançamento de uma edição de luxo, encadernada, com os treze episódios da saga. A história também começa a chamar atenção de leitores e quadrinistas de outras partes do país, que estão mantendo contato com os autores através da internet: “Queremos exportar nossos roteiros, nossos quadrinhos”, finaliza Guerra.

Serviço: Lançamento do segundo volume da novela gráfica “O Evangelho Segundo o Sangue” (K-Ótica).  Sábado (24), às 16h, na livraria Nobel Salgado Filho – em frente ao hospital Walfredo Gurgel. R$ 12.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários