Cookie Consent
Natal
HWG: médicos da Coopmed param atendimento
Publicado: 00:00:00 - 30/07/2016 Atualizado: 23:59:10 - 29/07/2016
O diretor da Coomed-RN, Julimar Nogueira, alegou que apesar do repasse da Sesap de R$ 674 mil referente ao mês de abril para pagamento dos médicos, o dinheiro não tinha sido depositado na conta da Cooperativa Médica do RN. Mesmo após confirmação de depósito, uma assembleia entre os conveniados será convocada para definir se os trabalhos no Hospital Estadual Monsenhor Walfredo Gurgel serão retomados. A decisão sobre a suspensão dos serviços foi decidida na terça (26) e os profissionais cruzaram os braços ontem (29).

Leia Mais

Segundo a Coopmed-RN, o débito do Governo Estadual é referente aos plantões dos meses de abril e maio, no valor de aproximadamente R$ 1,5 milhão. A cooperativa atua no Walfredo Gurgel na área de Cirurgia Vascular, Ortopedia, Cirurgia Geral e Clínica Médica e, além da falta de pagamento, os profissionais também cobram melhorias na segurança e condições de trabalho.

Na assembleia da categoria, os médicos decidiram que suspenderiam os serviços após 72 horas da notificação à Secretaria de Saúde do Estado. De acordo com eles, a condição para que o trabalho não fosse paralisado era que o Governo realizasse os pagamentos referentes aos plantões. Além do pagamento dos valores atrasados, os médicos pediram que haja uma padronização nos pagamentos pelos serviços prestados nos hospitais para que não ocorram mais falhas.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte