Cookie Consent
Informe Publicitário
I Feira Nordestina da Agricultura Familiar amplia debate sobre o setor
Publicado: 16:30:00 - 18/06/2022 Atualizado: 16:33:22 - 18/06/2022
A I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que começou na última quarta-feira (15), e segue até este domingo (19) no Centro de Convenções de Natal, amplia o debate sobre as diversas temáticas englobadas neste setor. Centenas de agricultores e agricultoras de todo o Nordeste têm lotado os auditórios para participar das atividades, que incluem palestras, oficinas e cursos, além de um pavilhão inteiro com estandes da agricultura familiar de todo o Nordeste. O evento tem entrada gratuita e ainda conta com extensa programação cultural todas as noites. 
João Vital
Fenafes acontece até este domingo (19) no Centro de Convenções de Natal com 500 expositores

Fenafes acontece até este domingo (19) no Centro de Convenções de Natal com 500 expositores


São mais de 1.200 agricultores do Nordeste e 200 toneladas de alimentos, que serão comercializados até este domingo, e cerca de 12 mil participantes são esperados nos cinco dias de evento. “Um dos objetivos da feira é de quebrar o paradigma de que a agricultura familiar é mera subsistência. A agricultura familiar tem um conjunto de experiências que vão além da subsistência, com acesso a mercado e produção de alimentos saudáveis”, pontua o secretário estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar, Alexandre Lima.

Realizada pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar - Sedraf, em parceria com Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater-RN e Fundação José Augusto, a feira tem financiamento do Projeto Governo Cidadão, via acordo de empréstimo com o Banco Mundial, além de apoio de outros entes parceiros. No total, foram investidos R$ 640 mil no evento, que conta com a participação de 150 cooperativas e associações, além de 500 expositores.

A programação é extensa e inclui painéis, seminários e debates sobre agroecologia, reforma agrária, encontro de mulheres rurais, agricultura familiar e promoção à saúde, entre outros temas. No encontro de ganhadoras do “Prêmio Saberes, Sabores e Fazeres”, as mulheres e alunos de Gastronomia da Escola Agrícola de Jundiaí (UFRN) debateram a importância da gastronomia para a agricultura familiar no interior do Rio Grande do Norte e a inclusão da categoria na Lei Aldir Blanc de incentivo à cultura.

“Gastronomia é cultura. E no interior, onde a agricultura familiar predomina, a gastronomia transforma realidades, muda vidas”, destacou a coordenadora do Programa Estadual de Artesanato (Proart), da Sethas, Graça Leal. Participaram como palestrantes as pesquisadoras Isabel Dantas, Elizabeth Assunção, Gabriela Sales e Maria Rita. No 2º Encontro das Mulheres Rurais do Nordeste, que aconteceu no auditório Cajueiro, agricultoras dos nove estados falaram sobre suas experiências e os desafios que ainda enfrentam na profissão.
João Vital
Painéis abordam temas como agroecologia, reforma agrária, agricultura familiar e promoção à saúde

Painéis abordam temas como agroecologia, reforma agrária, agricultura familiar e promoção à saúde


A abertura oficial aconteceu na noite de quarta-feira (14), com a presença das governadoras do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e do Piauí, Regina Souza, e da vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino, além de representantes e gestores dos outros estados do Nordeste.

“Com muito orgulho, eu posso afirmar que o Rio Grande do Norte é referência em políticas públicas voltadas para a agricultura familiar. Nós temos clareza do potencial que ela tem no contexto da segurança alimentar, trazendo alimentação saudável e, ao mesmo tempo, o apoio ao homem do campo, ao agricultor e à agricultora, para que eles possam plantar e produzir cada vez mais”, afirmou Fátima Bezerra.

As discussões seguiram sobre acesso à terra e reforma agrária, crédito fundiário, assistência técnica e extensão rural, alimentação indígena, quilombola e de comunidades tradicionais do RN, produção de algodão agroecológico no Nordeste e palma forrageira e manejo de pragas.

Sobre a Feira 
A I Fenafes é uma co-realização entre Governo do Estado Rio Grande do Norte e a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do RN – Unicafes, voltada ao fomento e à valorização da agricultura familiar nordestina. A iniciativa partiu da Câmara Temática da Agricultura Familiar do Consórcio Nordeste, coordenada pela governadora Fátima Bezerra. O objetivo principal é fortalecer iniciativas de integração de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste, principal bandeira do Consórcio.

Mossoró terá maior unidade hospitalar da rede estadual 

Mossoró, município no qual a cultura da resistência permeia toda a sua formação histórica, terá ainda neste ano de 2022 mais um reduto alinhado ao ato de resistir. O Hospital da Mulher Parteira Maria Correia está sendo construído pelo Governo do RN na cidade, mas também servirá a toda a região Oeste. Mais de 70% de sua execução já foi concluída e esta será a maior unidade hospitalar da rede estadual.
vlademir alexandre
Hospital da Mulher terá um investimento de R$ 134 milhões. Serão 15 mil m² de área construída dividida em quatro andares

Hospital da Mulher terá um investimento de R$ 134 milhões. Serão 15 mil m² de área construída dividida em quatro andares


Especializado na saúde feminina, a unidade conta com o investimento de R$ 134 milhões, recursos viabilizados pelo Projeto Governo Cidadão, com fiscalização da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN), gestão da Secretaria de Estado da Saúde (Sesap) e a partir do empréstimo estadual com o Banco Mundial. Ao todo, serão mais de 160 leitos focados na atenção materno-infantil, ginecológica e obstétrica de média e alta complexidade. A meta é realizar 20 mil atendimentos/ano a pacientes oriundos de mais de 60 municípios.

Serviços em andamento
Para manter números tão superlativos, a unidade vai dispor de uma estrutura robusta. Serão 15 mil m² de área construída dividida em quatro andares com oito elevadores. O terreno, que soma 36 mil m², terá quase 200 vagas de estacionamento. 

Atualmente, estão sendo executados os serviços de pavimentação, iluminação e drenagem, na área externa. Por dentro do prédio, estão sendo concluídos detalhes de acabamento (divisórias, revestimentos de parede e piso, forros e esquadrias) e estão em andamento as instalações hidrossanitárias, elétricas, de gases medicinais, telecomunicações, de combate a incêndio e de climatização.

Equipes do Governo Cidadão e da Sesap tem se reunido periodicamente para alinhar o andamento da obra, garantindo que esteja pronta dentro do prazo, ainda em 2022. Semanalmente, um relatório é emitido para garantir o cumprimento do cronograma de instalação. 

Restam apenas poucos serviços a serem executados, como a conclusão da drenagem externa e paisagismo (calçadas, estacionamento, iluminação externa, etc).

Toda a infraestrutura e superestrutura das edificações e alvenarias já está concluída. Entre os detalhes desta grande construção estão a sua fachada, parte composta em porcelanato e outra parte, em “pele de vidro”, o que favorece a ventilação natural.

Estão programadas 16 licitações para compra de equipamentos, mobiliários e veículos para o hospital, que somam mais de R$ 40 milhões. Aparelhos de grande porte, como Raio X, que necessitavam estar no local antes das obras físicas serem erguidas, já estão no local.

Todas as licitações previstas contam com consultas públicas para dar transparência e promover uma ampla concorrência entre empresas do ramo hospitalar. Todo o processo é amparado pelas Diretrizes de Aquisições do Banco Mundial e passam por análises das áreas técnica e jurídica do Projeto Governo Cidadão.

Formação profissional
Para que funcione com toda a sua potencialidade, a Carta de Serviços do hospital – um documento que tem a funcionalidade de um guia, um manual de operações – já foi finalizada por um Grupo de Trabalho formado por técnicos do Governo Cidadão e da Sesap com a colaboração de universidades parceiras como a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), Universidade do Estado do RN (UERN) e Universidade Federal do RN (UFRN).

A UERN fará a gestão acadêmica do Hospital e vai colaborar com a parte administrativa, já que o local também será dedicado à formação profissional, colaborando para diminuir a escassez de trabalhadores do setor. 

“Esse documento é um instrumento importante de regulação, aliado importante na soma de esforços que estamos reafirmando com a Sesap”, destacou o secretário estadual de infraestrutura Gustavo Coelho. O gestor está respondendo pelo Projeto Governo Cidadão (em Substituição Legal - Portaria Nº 68, de 28 de março de 2022, publicada no Diário Oficial do Estado em 29 de março de 2022).

“Temos firmado o compromisso de reorganizar o fluxo de trabalho da nossa equipe para potencializar o andamento dessas obras viabilizadas com esses recursos tão essenciais ao nosso estado”, disse o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia.

Mais detalhes sobre o Hospital da Mulher podem ser acessados na capa do site do Governo Cidadão, no botão reservado à obra. O endereço é www.governocidadao.rn.gov.br.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte