Iberdrola construirá parque com 136 aerogeradores na PB

Publicação: 2018-07-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Iberdrola, vai construir na Paraíba a maior planta renovável da América Latina. O complexo eólico, com 471 megawatts (MW) de capacidade instalada, que se somarão aos 94,5 MW já em operação, totalizará 565,5 MW. O empreendimento será formado por 18 parques eólicos  localizado próximo à cidade de Santa Luzia, numa  das área com maior potencial eólico nas Américas.


A Iberdrola selecionou a empresa Siemens Gamesa para fornecer as turbinas eólicas dos 471 MW em desenvolvimento. Serão instaladas 136 aerogeradores modelo SG132, com 3,4 MW de potência unitária. O modelo é um dos mais novos e eficientes do mercado, com pás de 65 metros de comprimento e deverá fornecer energia a partir de janeiro de 2023.

A estimativa é que a Neoenergia contrate cerca de 1.200 pessoas para a construção das instalações. Além disso, as turbinas serão produzidas na fábrica que a Siemens Gamesa possui em Camaçari, na Bahia.

A Neoenergia tem cerca de 1.000 MW entre parques eólicos em operação e em construção no Brasil, passando a ser o país da América Latina com mais produção de energia eólica para o Grupo Iberdrola.

O presidente do Cerne, Jean Paul Prates, afirmou que esse parque eólico é considerado o maior em decorrência dos aerogeradores ocuparem o mesmo espaço físico. Em termos numéricos, somente entre os municípios de Parazinho e João Câmara, no Rio Grande do Norte, cerca de mil aerogeradores estão em operação distribuídos em diversos terrenos. “A Paraíba não irá ultrapassar o RN em geração de energia. É bom deixar isso muito claro. Esse parque só terá o maior número de aerogeradores no mesmo espaço de terra”, declara Prates. 

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários