Cookie Consent
Economia
IDV projeta flutuação nas vendas do varejo até junho
Publicado: 00:00:00 - 20/04/2022 Atualizado: 21:46:22 - 19/04/2022
Representante de algumas das principais marcas do varejo nacional, o  Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) divulgou nesta terça-feira (19) dados projetando aumento nas vendas neste mês, porém com quedas sucessivas para os dois meses seguintes.

Os números são apurados pelo Índice Antecedente de Vendas do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IAV-IDV), elaborado com base nas projeções feitas pelas empresas associadas do Instituto. O índice projeta crescimento  real nas vendas do setor de 0,8% em abril e queda de 3,7% em maio e de 2,8% em junho.

Os dados levam em consideração os mesmos períodos do ano anterior e descontam o Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) projetado para a época. 

Em março deste ano, o crescimento foi de 7% em relação a março/21 e de 0,8% em relação a março/19.

Alguns fatores econômicos e estratégias comerciais explicam a expansão, tais como redução de casos de Covid-19, aumento da renda, diminuição do desemprego, reajustes salariais, difusão do Auxílio Brasil, novo saque do FGTS e antecipação do 13º salário pelo INSS. 

Houve, ainda, a promoção de datas sazonais, como a Semana do Consumidor, em março, além da redução de impostos federais em itens de diversas categorias e do valor do dólar, com a consequente valorização do real.

Por outro lado, essa expansão é contrabalanceada por alguns fatores limitantes, tais como aumento da inflação, impulsionada, principalmente, por alimentos e transportes; continuação da subida das taxas de juros e encarecimento do crédito; manutenção de gargalos logísticos globais e crises nas cadeias de suprimentos; incerteza global devido à guerra no leste europeu e à alta de casos de Covid-19 na China e a expansão de varejistas internacionais no Brasil, provocando pressão local nos preços.

“O IAV produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento mensal das vendas do varejo e fornecem expectativas sobre o setor a partir de informações de receita reportadas pelas empresas associadas ao IDV. Por meio desta pesquisa mensal, os varejistas possuem dados sobre  as projeções de vendas para o mês corrente e os próximos dois que os ajudam a balizar os seus investimentos, ações de marketing, operações logísticas, entre outros, pois o IAV consegue antecipar a tendência dos indicadores da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio), do IBGE”, diz Marcelo Silva, presidente do IDV.

O IDV representa 76 empresas varejistas de diferentes setores, como alimentos, eletrodomésticos, móveis, utilidades domésticas, produtos de higiene e limpeza, cosméticos, material de construção, medicamentos, vestuário e calçados. 

Criado em outubro de 2007, o IAV-IDV é um índice que consolida a evolução das vendas efetivamente realizadas pelos associados do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), permite projetar expectativas para os próximos  meses e, assim, servir de base de informação para a tomada de decisão dos  executivos do varejo.

Para se chegar aos números apresentados pelo IAV-IDV, as empresas associadas reportam seus próprios resultados e suas expectativas sobre vendas nos meses seguintes.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte