Natal
IFRN vai exigir comprovante de vacinação para entrar em todas as unidades
Publicado: 16:53:00 - 19/01/2022 Atualizado: 16:54:31 - 19/01/2022
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) vai exigir o comprovante de vacinação contra a Covid-19 em todas as unidades. A determinação é válida para servidores docentes, técnicos-administrativos e terceirizados, bem como estudantes, colaboradores, estagiários e o público em geral, com vistas a ingressar e circular pela Reitoria e campi da instituição.
Alex Régis


Na última quinta-feira (13), o Instituto já havia aprovado a portaria que determinava como obrigatória a apresentação de comprovante de esquema vacinal completo. A novidade, segundo o documento, é que um módulo vai funcionar para o uso da comprovação no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), que será integrado à plataforma RN + Vacina.

Para entrar nas dependências do Instituto, os usuários deverão portar cópia do comprovante de vacinação, apresentação de teste ou de atestado médico, seja físico ou digital, que justifique a contraindicação. A comprovação poderá ser solicitada no ingresso ou a qualquer momento durante a permanência nas instalações da instituição. 

Para fins comprobatórios, serão considerados os seguintes documentos: Cartão Digital de Vacinação constante na plataforma RN + Vacina; Carteira de vacinação digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – Conecte SUS, ou impressa; e Comprovante/caderneta/cartão de vacinação impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação.

Comunidade interna
Para fins de registro, a portaria estabelece que os servidores docentes e técnico-administrativos, estudantes e profissionais terceirizados precisam apresentar os documentos comprobatórios atualizados do esquema vacinal no sistema interno do IFRN.

Os servidores que, sem motivo médico ou técnico, optarem voluntariamente por não se vacinar contra a covid-19, deverão entregar um termo de ciência e responsabilidade, também pelo sistema interno, à sua chefia imediata. 

O servidor que descumprir essas exigências pode chegar a ser impedido de ingressar nas unidades da instituição, assim como não terá o benefício do trabalho remoto.

Estudantes que descumprirem não poderão comparecer presencialmente às aulas, mas também não terão atividades remotas compensatórias às atividades presenciais.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte