Economia
Arrecadação de impostos no RN fecha com saldo positivo de R$ 7,3 bi em 2021
Publicado: 00:00:00 - 20/01/2022 Atualizado: 16:19:15 - 04/02/2022
A arrecadação de impostos no Rio Grande do Norte encerrou 2021 com R$ 7,3 bilhões em recursos. O volume representa alta de 18% em comparação com o ano de 2020, que foi encerrado com R$ 6,2 bilhões, segundo dados da Secretaria Estadual de Tributação (SET). O resultado reflete o aumento das operações das atividades econômicas potiguares, que tiveram, ao longo do ano passado, uma média de 1 milhão de notas fiscais emitidas por dia. 

Adriano Abreu
Comércio varejista potiguar registrou R$ 112 milhões comercializados por dia em dezembro, segundo levantamento da SET

Comércio varejista potiguar registrou R$ 112 milhões comercializados por dia em dezembro, segundo levantamento da SET



De acordo com a SET, o Rio Grande do Norte fechou o ano de 2021 com sete meses com emissões diárias acima de 1 milhão de notas fiscais. O mês com maior número de notas foi dezembro, com 1,174 milhão de documentos emitidos.

Apesar do bom resultado anual na arrecadação de impostos, o mês de dezembro terminou 5% abaixo do resultado para o mesmo período de 2020. No último ano de 2021, a arrecadação foi de R$ 658 milhões, contra os R$ 690 do ano anterior. 

A principal fonte de arrecação potiguar é o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços (ICMS). No entanto, em dezembro de 2021, o total recolhido foi 3% menor em relação a novembro, caindo de R$ 671 milhões para R$ 638 milhões de um mês para outro. Porém, no acumulado do ano, o montante ficou em R$ 6,8 bilhões, o que representa alta de 18% ao foi recolhido com o mesmo imposto em 2020, quando o Rio Grande do Norte arrecadou R$ 5,8 bilhões com o tributo.

Na análise dos indicadores das atividades econômicas, o Rio Grande do Norte chegou ao último mês do ano com avanços. Os setores ligados à atividade comercial saíram do patamar médio de vendas por dia da faixa de R$ 304 milhões no início do ano para mais de R$ 412 milhões em dezembro. 

Segundo a SET, os setores contabilizaram um volume de vendas da ordem de R$ 12,3 bilhões no último mês de 2021. Esse montante representa um aumento de 19,3% em relação a dezembro do ano anterior. Foram realizadas mais de 1,1 milhão de operações de vendas por dia.

De acordo com o estudo da SET, o setor que obteve o maior volume de vendas foi o comércio varejista, cujas vendas diárias alcançaram uma média de R$ 112 milhões comercializados por dia em dezembro passado. 

O segmento fechou o mês com um total de 32,9 milhões de vendas. O volume negociado representa um crescimento de 7,2% em comparação com o que foi vendido em dezembro de 2020.

Outro setor que registrou alta no mês foi o do comércio atacadista, que teve o segundo melhor volume de vendas: R$ 69,3 milhões por dia. Isso equivale a um aumento de 7% em comparação ao que foi vendido em dezembro de 2020. 

Já as vendas na indústria recuaram em relação a novembro, no entanto, comparando com décimo segundo mês de 2020, as vendas cresceram 25,2%, totalizando uma média diária de R$ 54,2 milhões. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte