Imprensa internacional cita Natal como pioneira em protestos recentes no Brasil

Publicação: 2013-06-18 10:38:00 | Comentários: 1
A+ A-
Com os olhos voltados ao país devido à proximidade da Copa do Mundo e realização da Copa das Confederações, o Brasil ganhou as manchetes dos principais veículos de comunicação do mundo nesta terça-feira (18), após as manifestações populares em 12 capitais do país, além do Distrito Federal. Natal, que não teve movimentações ontem (17), foi lembrada como o local de onde começaram as mobilizações atuais.

O Ney York Times, dos Estados Unidos, destacou que milhares de pessoas ganharam as ruas em protestos nas maiores cidades do país. A publicação enfatizou as mobilizações em São Paulo como "tranquilas", relatou a ocupação do Congresso Nacional, em Brasília, mas destacou que no Rio de Janeiro houve tumultos, citando a tentativa de invasão à Assembleia Legislativa do Estado.
Reprodução/TNNew York Times destacou que protestos começaram em Natal. Le Monde e El País foram alguns dos que destacaram manifestações no BrasilNew York Times destacou que protestos começaram em Natal. Le Monde e El País foram alguns dos que destacaram manifestações no Brasil
Ainda no NYT, Natal é citada como pioneira nas revoltas populares recentes. O jornal não falou sobre os protestos do ano passado, quando manifestantes cobraram a saída da então prefeita Micarla de Sousa e também a redução da tarifa de ônibus. 

"Protestos similares (aos de ontem) emergiram em maio, em Natal, uma cidade no nordeste do Brasil, e, neste mês, em São Paulo, após as autoridades majorarem o preço das passagens de ônibus", disse a publicação.

O Le Monde, da França, também destacou os protestos no Brasil. A publicação citou os "gastos exorbitantes" na preparação para a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos como foco principal dos protestos, além da cobrança por saúde e educação. 

A publicação francesa comparou a mobilização brasileira às que ocorreram na Turquia e disse que as redes sociais contribuíram para a organização dos protestos, assim como na rápida propagação de imagens dos protestos.

No site do espanhol El País (elpais.com), os protestos no Brasil ganharam um destaque contínuo na parte superior da página principal, além da manchete, que destacou o valor histórico dos protestos. "A subida do transporte se voltou como pretexto para lutar por uma sociedade mais justa. Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas de São Paulo de forma pacífica, enquanto o Rio viveu uma noite com problemas", disse a publicação.

Os protestos continuam hoje pelo país. Em Natal, haverá uma plenária para discutir como será realizado o protesto agendado para a quinta-feira (20). O encontro entre os manifestantes ocorre às 17h, no Centro de Convivência da UFRN.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • caro.costaferreira

    Natal foi pioneira sim, e com o protesto "FORA MICARLA" em 2011. E se a população, na época, tivesse apoiado o movimento da estudantada não teríamos amargado até próximo ao final tão malfadado governo. Bem, para isso sua desastrada gestão serviu: despertar a indignidade do povo. Agora a porteira foi aberta, e por onde passa um boi passa toda a boiada. Segura Dilma!!!!!!!