Início da recuperação?

Publicação: 2020-07-03 00:00:00
A+ A-
Luiz antônio felipe 
 laf@tribunadonorte.com.br

Sinais positivos de recuperação da economia brasileira, mesmo com uma base de comparação baixa. Após dois meses de queda, produção industrial sobe 7% em maio, sobre abril e já reflete a flexibilização das medidas de isolamento contra o coronavírus. Na comparação com maio de 2019, a indústria teve retração de 21,9%. O crescimento de maio foi insuficiente para reverter a queda de 26,3% acumulada nos meses de março e abril. Com isso, o setor atinge o segundo patamar mais baixo desde o início da série histórica da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE.

Atividade
Outro sinal vem da prévia do Indicador de Atividade Econômica, com incremento de 0,6% em maio ante abril. O resultado do IAE-FGV mostra uma pequena recuperação após as fortes retrações registradas em março e abril, mas a recuperação da economia ainda está muito abaixo do nível anterior a chegada do COVID-19 no país.

Buraco
Por conta da pandemia, o Ministério da Economia estima um déficit primário (receitas menos despesas, sem o pagamento dos juros) de 12% do PIB para o setor público em 2020.  O rombo será de R$ 828,6 bilhões, um piora frente ao patamar de 9,9% calculado antes. Para sua nova conta, o ministério considerou uma retração de 6,5% para o PIB, retirada da pesquisa Focus do Banco Central com economistas.

Renda
O Ipea avalia os efeitos negativos da pandemia nos rendimentos dos trabalhadores e o impacto do auxílio emergencial. Já em maio, os brasileiros receberam 82% da renda habitual. Os trabalhadores por conta própria foram os mais atingidos: receberam apenas 60% do rendimento habitual. A análise, feita com base nos microdados da PNAD Covid-19 do IBGE, mostra que os trabalhadores formais foram os menos atingidos.

Investimento
O dólar voltou a subir 0,55% cotado a R$ 5,347, estável. O Ibovespa também estável +0,30, aos 96.235 pontos, após ter chegado aos 97 mil pontos. Já o preço do barril de petróleo(spot) fechou a U$ 40,27, uma alta de +0,56%. O mercado operou ontem com um olho no mercado externo, por conta dos empregos no EUA e a vacina contra a Covid-19.

Perspectiva global
O comércio global pode se recuperar até 2023, porém com nova dinâmica entre mercados. Na projeção mais otimista, dentro de mais dois anos, o comércio global chegará a US? 21 trilhões e, no pior cenário, a US? 13 trilhões, avalia o Boston Consulting Group. A covid-19 está acelerando as tendências em direção a um comércio mais restritivo. O BCG também faz estimativas sobre a recuperação da economia global, que registrou movimentação de US? 18 trilhões em 2019.

Mercosul
A análise contempla ainda avaliação das mudanças do comércio global. No caso do Mercosul, especificamente, o BCG prevê uma redução de 4% nas transações com os Estados Unidos e redução de 1% no comércio com a Europa. Em contrapartida, os negócios com a China devem crescer 6%.

Estímulos
A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos acelera em junho e a taxa de desemprego recua. No Brasil Ibovespa à vista avançou nos primeiros negócios ajudado por dados de emprego dos EUA, em ritmo recorde com 4,8 milhões de vagas. Já as bolsas asiáticas fecharam em alta com esperança de vacina contra o coronavirus.

Carro
A venda de veículos novos cresce 113,6% em junho ante maio, mas recua 40,5% na comparação com 2019. É mais uma base de comparação fraca. Em junho, os emplacamentos somaram 132,8 mil unidades, considerando os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Balanço
A ENGIE Brasil Energia, maior geradora privada de energia do país, com duas usinas solares no RN (Assú e Areia Branca), registra alta de 10,9% da receita líquida no 1ª trimestre de 2020. Além do desempenho operacional e financeiro, a Companhia respondeu logo à pandemia, buscando a saúde e segurança e a garantia da operação dos ativos.

Captação
Os empreendedores do Norte e Nordeste já captaram R$ 841,5 milhões em crédito emergencial, dos Fundos Constitucionais de Financiamento. O maior volume foi contratado para capital de giro, com até R$ 100 mil por beneficiário.  No Nordeste, foram contratados R$ 49,2 milhões. No Rio Grande do Norte, com R$ 55,2 milhões (760 operações).

Inovação
Terminam hoje as inscrições de edital de R$ 10 milhões da Petrobras e Sebrae para startups. Cada proposta poderá receber recursos de R$ 500 mil a R$ 1 milhão, a depender da geração de valor para negócio da Petrobras. Podem ser inscritas propostas nas áreas de tecnologias digitais, robótica, eficiência energética, catalisadores, corrosão e tratamento de água, entre outras.