Início

Publicação: 2020-04-09 00:00:00
A+ A-
Itamar Ciríaco 

Como bom "estadista", o novo presidente do ABC, Bira Marques, conclamou a união de todos no clube para conseguir livrar o Alvinegro da bancarrota. Ele vai precisar mesmo que todos estejam remando na mesma direção, ainda que alguns pensem diferente. O clube tem uma dívida que ultrapassa R$ 30 milhões, isso falando apenas em questões trabalhistas. Além disso, a parada do futebol, devido a Pandemia afastou alguns patrocinadores e reduziu a arrecadação do clube com sócios e bilheteria. O cenário é feio, mas não há terra arrasada. Apesar da oposição de alguns, o clube tem um patrimônio gigantesco, que pode ser utilizado para resolver a crise. No entanto, esse uso precisa ser feito às claras, fiscalizado e com a anuência do Conselho Deliberativo.

Início 1
Bira Marques é um empresário de sucesso e, ao assumir o clube, em meio a toda essa dificuldade, prova que é Alvinegro de coração, afinal, todos sabemos o tamanho do desafio que tem pela frente. O clube precisa dar resultados em campo ao mesmo tempo que corta na própria carne para pagar dívidas. Tudo isso, no atual cenário de indefinições devido a pandemia. A missão é dura, mas não é impossível de ser realizada. O projeto defendido pelo conselheiro Bira Rocha é um bom ponto de partida para começar a recuperação abecedista.

Coragem
Li e ouvi, como sempre, críticas de todos os tipos em relação ao ex-presidente Fernando Suassuna. Me dou a liberdade de pensar ao contrário sobre o ato de renunciar, em alguns casos. Em um país como o nosso, onde a briga pelo poder é uma constante, abrir mão disso, seja em qualquer esfera, é sempre um ato de coragem, principalmente sabendo que será alvo de questionamentos e julgamentos de toda a espécie. Na minha opinião, Suassuna pensou mais no ABC do que em si próprio ao tomar a decisão. Digo isso julgando apenas o ato em si. Os erros da gestão, não precisam ser citados, eles estão postos, mas isso não invalida a nobreza do momento final.

Conselho
Em entrevista ao Tribuna Esporte (segunda a sexta 11h às 12h na Jovem Pan News Natal - 93.5 FM), o presidente do Conselho Deliberativo do ABC, Cláudio Emerenciano confirmou que, dentro do próprio conselho existe oposição ao uso de patrimônio para a quitação de dívidas do Alvinegro. Ele acredita que é uma minoria, mas que ela existe. Emerenciano acredita também que o perfil conciliador e empresarial do novo presidente do clube se encaixa perfeitamente no momento de necissades abecedistas. Ele revelou que, caso seja aprovada a medida de alienação patrimonial, a medida será acompanhada de todos os cuidados para evitar que o dinheiro não tenha o destino para o qual foi "levantado" com o possível negócio imobiliário.

Leitura
A trajetória de um dos melhores goleiros do futebol sulamericano nos anos 1960 ganhou uma biografia. No livro “El Arquero de las Américas”, o jornalista potiguar Dionísio Outeda conta a história do goleiro paraguaio Juan Pérez, consagrado na Academia do Palmeiras e pioneiro no Brasil no treinamento de goleiros. A obra está disponível para baixar de forma gratuita no site do G1.

Leitura 1
Juan Miguel Pérez foi um dos primeiros goleiros paraguaios a fazer sucesso no futebol brasileiro. Pérez não brilhou numa época qualquer. Ele gravou seu nome no Palmeiras da segunda metade dos anos 1960, ao lado de ícones como Ademir da Guia, Tupãzinho, César Maluco, Djalma Santos e Valdir Moraes. Multicampeão de praticamente tudo, tricampeão brasileiro e vice da Copa Libertadores de 1968 na final diante do Estudiantes de La Bruja Verón (pai de La Brujita), Pérez ganhou o apelido “El Arquero de las Américas” . A obra foi idealizada em formato de homenagem pelo seu filho mais velho Juan Pérez. Trata-se do resgate de um personagem do futebol sulamericano que brilhou numa época de ouro na América do Sul.

América
Os clubes mais organizados estão trabalhando nos bastidores para que, ao voltarem as competições, os danos causados pela paralisação sejam os menores possíveis. Esse parece ser o caso do América, que já fechou renovação com Dione e está em processo de "acertos" com outros atletas em fim de contrato. Esse momento, de indefinição, também pode ser uma grande oportunidade para ir ao mercado, uma vez que atletas, em fim de contrato, podem acabar aceitando propostas que acreditam ser sérias e cujos pagamentos estejam assegurados pelo bom estado das finanças do contratante. Como está com um novo executivo de futebol, Fabiano Melo, de gás cheio, o América pode ser um dos que conseguirão sair fortes dessa crise.

Luta 
O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo mundial para pedir proteção às mulheres em suas próprias casas, no momento em que as medidas de confinamento provocadas pela pandemia de covid-19 exacerbam a violência de gênero e nas famílias. Com o objetivo de ensinar as mulheres e meninas a se defenderem das agressões, a Federação Internacional de Krav Magá, que tem por finalidade promover, desenvolver, fomentar, massificar e democratizar a prática do Krav Magá no Brasil, está oferecendo aulas gratuitas pelo Youtube para todas que tem interesse em aprender a técnica de defesa pessoal israelense que é a mais difundida no mundo.Desde o primeiro vídeo compartilhado no dia 18 de março, mais de 2.300 pessoas já fizeram inscrição no canal do Youtube da Federação Internacional de Krav Magá.





Deixe seu comentário!

Comentários