Incêndio atinge parte da UTI Neonatal da Januário Cicco e bebê morre durante transferência

Publicação: 2020-11-20 09:52:00
Um incêndio na tomada de um aparelho de ar-condicionado na Unidade de Terapia Intensiva da maternidade escola Januário Cicco, em Petrópolis, provocou correria e uma tragédia na madrugada desta sexta-feira (20). Um bebê que estava em estado grave no local morreu quando precisou ser transferido às pressas.

Créditos: Alex RégisMEJC tem duas UTIs voltadas ao atendimento de recém-nascidosMEJC tem duas UTIs voltadas ao atendimento de recém-nascidos

saiba mais

Às 3h05, os profissionais observaram que a tomada de um dos aparelhos de ar-condicionado da UTI estava pegando fogo, com bastante fumaça dentro do local. Os bebês que estavam internados precisaram ser retirados do local às pressas e, na mudança, uma das crianças morreu.

O bebê, que em leito logo abaixo do ar-condicionado, tinha quatro meses de vida. Ele estava entubado e utilizando medicação intravenosa desde que nasceu, após 24 semanas de gestação. Ele estava em estado grave e tinha um prognóstico ruim, mas o quadro era estável. Porém, quando teve início o fogo, os profissionais precisaram correr para retirá-lo do local.

No procedimento para reposicionar a ventilação mecânica, duas profissionais atuaram e conseguiram entubar novamente o bebê. Porém, ele teve uma parada cardíaca e morreu.

Ao todo, 10 bebês estavam estavam na UTI no momento do incêndio. Os demais estão bem. Atualmente, a Januário Cicco tem 23 leitos divididos em duas UTIs e um leito para isolamento.

A causa do acidente ainda será apurada. De acordo com funcionários da MEJC, houve uma revisão recente nos aparelhos de ar-condicionado e o dano foi na região da tomada.

Representantes da MEJC vão conceder entrevista coletiva ainda nesta sexta-feira para dar detalhes sobre a situação.

Atualizada às 10h46



Leia também: