Indicadores x retomada

Publicação: 2019-08-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Os indicadores econômicos sugerem chance de retomada da recuperação econômica, mostra o Banco Central. A evolução dos indicadores de atividade indica possibilidade de uma “virada” do processo de recuperação da economia brasileira na avaliação do Departamento Econômico do Banco Central (Depec), segundo o Boletim Regional divulgado ontem. "Regionalmente,  observou-se, na margem, maior convergência nas trajetórias de indicadores de atividade no curto prazo, refletindo processo generalizado de acomodação", diz o BC. "Nesse cenário, a economia em todas as regiões segue operando com alto nível de ociosidade dos fatores de produção e diversas medidas de inflação subjacente se encontram em níveis confortáveis”.    A crise global pode frear a retomada da economia no Brasil.

Devagar
Dados da semana mostraram que a economia da China perdeu mais força do que o esperado em julho, com as vendas no varejo indicando cautela do consumo conforme a intensificação da guerra comercial com os Estados Unidos pesa sobre as empresas e os consumidores. No segundo trimestre, o crescimento desacelerou para perto da mínima de 30 anos.

Devolução
Reforço para o caixa do governo.  O Conselho de Administração da Caixa Econômica aprova o pagamento de R$ 7,35 bilhões à União. Resultado do banco no primeiro semestre e medidas de governança garantiram o pagamento. Até o final de 2019 a meta do banco é pagar mais R$ 10 bilhões, a depender do resultado do exercício e de operações em estudos, como a emissão de Letras Financeiras.

Bloco
Em boa hora, no debate das eleições, o Brasil manda um aviso para a Argentina. Se impedir os negócios com os Estados Unidos e a Europa, o Brasil sai do bloco do Mercosul. A globalização acabou criando mercados, mas em blocos comerciais regionais o que exige mais diálogos entre os países para reduzir barreiras comerciais. O melhor é negociar em bloco para que todos os países participem do mercado.

Conjuntura
Analistas desconfiam que o movimento de capitais pelo mundo indica aflição do mercado, especialmente, com a guerra comercial entre Estados Unidos e China, por enquanto adiada e a desaceleração da economia global.

Pela via do consumo
Para alimentar o consumo doméstico, a China prepara um plano para aumentar renda disponível até 2020, igual aos países capitalistas. Ontem, a agência de planejamento estatal da China afirmou que o plano a ser adotado é emergencial, no momento em que a economia desacelera. Os índices da China terminaram a semana em alta com impulso do consumo. O Brasil comoum dos maiores exortadores de alimentos do mundo poderá se beneficiar essa medida do governo chinês. O plano incluirá reforma do sistema Hukou - o programa de registro familiar que serve como passaporte doméstico e regula a imigração rural para as cidades-, entre outras medidas.

Mercado
A Bolsa brasileira perde mais de R$ 125 bilhões de valor de mercado em seis dias, segundo analistas. Na China os índices terminam a semana em alta com impulso de consumo.  Os preços do petróleo voltaram a subir com alívio de temores sobre recessão e com as projeções da Opep pesando. O Ibovespa avançou e recuperou os 100 mil pontos, depois votou a cair.

Construção (I) 
O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, criticou a medida do governo que libera o saque das contas do FGTS. A declaração foi feita em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados. O saque em massa não se pequeno.

Construção (II)  
O Sinduscon RN realizará hoje, o 13º Dia Nacional da Construção Social, das 9 às 14 horas, no Sesiclube, em Natal. Com o slogan “O mundo está mudando, e você?”, o encontro ocorrerá em diversas cidades do país e oferecerá uma programação gratuita variada, incluindo atendimentos nas áreas de saúde e cidadania, atividades de lazer, cursos e oficinas, sorteios de bicicleta, eletroportáteis e brindes.

Licença
A Internacional Energias Renováveis está requerendo ao Idema, a Licença de Instalação,  para o Complexo Fotovoltaico Raios do Poeta I e II, com 104,60 MW de potência total instalada, a ser implantado na zona rural de Lagoa Nova. Já a Salina Diamante Branco, localizada na Ilha do Amarra Negra, em Galinhos, vai colocar em operação o empreendimento de Beneficiamento de Sal Marinho (Moagem e Refinaria).






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários