Industriais alemães cobram ações para preservação da Amazônia

Publicação: 2019-09-16 10:33:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Henrique Gomes
Repórter

O presidente da Federação das Indústrias Alemãs (BDI), Dieter Kempf, declarou na manhã desta segunda-feira (16) durante o Encontro Econômica Brasil e Alemanha (EEBA), em Natal, que a manutenção de acordos climáticos e comerciais e a atenção com os incêndios da Amazônia são necessários para o desenvolvimento industrial dos dois países. Durante o seu discurso, Kempf também criticou as medidas de "isolamento econômico" dos Estados Unidos como "perigosos para o mundo" e pediu esforços para o acordo bilateral entre o Mercosul e a União Europeia.
Empresários e políticos participam de encontro sobre relações comerciais entre Brasil e Alemanha
Empresários e políticos participam de encontro sobre relações comerciais entre Brasil e Alemanha

A declaração do presidente da federação alemã foi feita diante do vice-presidente da república, general Hamilton Mourão, e do deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, cotado para assumir a embaixada do Brasil nos EUA.

"Os incêndios na Amazônia nessa época são normais, o que não é normal é a dimensão dos atuais. É preciso olhar para isso porque a Amazônia diz respeito a todos nós. É um tema de interesse não só dos brasileiros, mas da humanidade", declarou Kempf. Em seguida, ele elogiou as medidas de combate às queimadas.

Kempf se referiu a Amazônia como um "desafio do século XXI", assim como a posição política de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. "Há uma ofensiva contra a globalização por conta do presidente dos Estados Unidos, que abandonou o acordo do clima, o Irã. Isso afeta a economia mundial. As cooperações comerciais do mundo estão sendo afetadas", declarou.

Em contraste, ele citou que a consolidação do acordo entre União Europeia e Mercosul "é um passo importante em termos de isolamento no passado", se referindo novamente às políticas de Donald Trump. "Esse acordo vai contribuir para a globalização, o desenvolvimento dos países e a manutenção do acordo do clima, importante para o mundo".

O Encontro Econômico Brasil e Alemanha 2019 (EEBA) tem o objetivo de aumentar e consolidar os acordos comerciais entre Brasil e Alemanha, atraindo investimento. Participam empresários brasileiros e alemães dos diversos setores da indústria, investidores e autoridades políticas. A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e o prefeito de Natal, Álvaro Dias estão presentes.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários