Inflação no retrovisor

Publicação: 2020-09-23 00:00:00
Luiz Antônio Felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

Os brasileiros acreditam que a inflação vai subir e ficará em 4,7% em 12 meses, ou seja, em agosto de 2021. Ontem, ao divulgar a Ata da última reunião, o Copom diz que as reduções de juros poderiam ser temporalmente espaçadas. Vai monitorar os impactos de um nível de juros baixos, sem precedentes no sistema financeiro e no mercado de capitais, além de possibilitar um tempo de transição a esses setores. Eventuais novas reduções na taxa de juros exigiriam cautela e gradualismo adicionais. Para o Banco Central, os indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia.

RETOMADA 
Na esperada reação da economia, o valor médio diário das vendas em agosto subiu 13,4%, revelou ontem a Receita Federal ao registrar uma média diária de R$ 26,8 bilhões em vendas. O indicador é usado pelo Ministério da Economia como sinalização da recuperação da atividade econômica atingiu nível mais alto de todos os meses de 2020.

EXPANSÃO
A indústria brasileira repete o crescimento pelo terceiro mês consecutivo e volta a contratar em agosto, mostra a sondagem da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Melhor ainda é a capacidade instalada ao alcançar 71%, dois pontos percentuais acima do registrado no mesmo mês de 2019. O índice de evolução da produção também cresceu.

CRÉDITO
A procura do consumidor por crédito em agosto sobe pela primeira vez em seis meses (0,7%), revela indicador da Serasa Experian, frente ao mesmo mês do ano passado. Este foi o primeiro avanço interanual na demanda por crédito após seis quedas seguidas. O Nordeste ficou no negativo (-0,6%). Todas estas variações referem-se a agosto de 2020 perante agosto de 2019.

COTAÇÕES 
O dólar voltou a subir mantendo-se acima do patamar de R$ 5,40 fechando a R$ 5,468, alta de +1,26%, fechando a terceira alta seguida. O Ibovespa subiu levemente para 0,31% a 97.294 pontos. O petróleo (spot) iniciou o dia em baixa e fechou em alta a U$ 39,74,  +0,18%. Mais um dia de sobe e desce no mercado financeiro.   

AMBIENTE DA BERLINDA
O discurso em defesa da Amazônia e do meio ambiente brasileiro parece não fazer efeito algum diante da comunidade internacional. O presidente Bolsonaro insiste em dizer que o Brasil é um dos países que mais preservam o meio ambiente, mas as imagens de incêndios desmentem a autoridade maior do País. A reputação do País no exterior sofre profundas queimaduras e exige uma tomada de decisão mais radical. Os pecuaristas do pantanal perderam parte do pasto e não era isso que eles queriam. Quem são os criminosos?

SUCESSÃO 
A nova diretoria da Associação dos Supermercados do RN (Assurn), eleita em chapa única para o biênio 2020/2022, tem como presidente o empresário Gilvan Mikelyson Delmiro de Gois, da  RedeMAIS e como vice, Geraldo Etelvino de Medeiros Junior, do  Bom Dia Supermercados. Já na diretoria de Guararapes Confecções, o executivo Newton Rocha de Oliveira Júnior foi substituído Túlio José Pitol de Queiroz.

DEBATE (I) 
A Emater debate a “Inclusão produtiva para as agricultoras” no segundo seminário virtual, transmitido ao vivo hoje, 23, às 9h, pelo canal do YouTube Emater-RN.  Os 65 anos da Emater-RN estão sendo comemorados com uma série de  seminários virtuais (webinars). O primeiro tema foi “A agricultura familiar no semiárido consegue produzir”.

DEBATE (II) 
O professor da UFRN, Roberto Marinho apresentou um diagnóstico sobre a atividade e um perfil dos envolvidos. A maioria (51,1%) tem mais de 55 anos de idade e é alfabetizada (57,6%). Cerca de 98,2% dos estabelecimentos rurais possui produção agrícola, de um total de 63.452, segundo o Censo Agropecuário do IBGE de 2017.

ATRAÇÃO 
O hotel SERHS Natal Grand parte na frente e recebe famtour da Orinter Operadora de Minas Gerais. De várias agências de viagens foram recebidos com um jantar de boas vindas. O hotel, que foi reaberto dia 1º de setembro, traz o famtour de olho no mercado mineiro, que é um grande emissor de turistas para o RN.

LANÇAMENTOS 
Empresas mantêm seus portfólios de produtos resistindo à crise deste ano ao manter em produção, como apura o índice Radar Empresarial, da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil. Os resultados de agosto de 2020 apontam que o encerramento de portfólio sofreu uma queda de apenas 7% na comparação mês a mês do indicador.

CORREIOS 
As lideranças sindicais dos Correios botaram abaixo mais de 30 anos de conquistas da categoria e só conseguiram 2,6% de aumento salarial. Os dias parados serão descontados em parte e a outra em compensações. Também alargaram as portas para a entrada de um sócio privado.







Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.