Inpe registra 128 focos de incêndio no RN este ano

Publicação: 2019-09-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um incêndio foi registrado nas proximidades da Serra do Lima, no município de Patu, a cerca de 315 quilômetros de Natal, na divisa com o estado da Paraíba. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, o fogo começou por volta das 15h da segunda-feira (16) e ainda está sendo combatido. Este ano, segundo o  Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, já são 128 focos registrados no Estado.

Incêndio nas proximidades da Serra do Lima, em Patu, ainda está sendo combatido
Combate ao fogo na Serra do Lima, em Patu, foi interrompido para equipe atender outras cidades

Os bombeiros de Caicó foram os primeiros a chegar no local do incêndio e deram início ao combate das chamas com apoio de bombeiros de Pau dos Ferros, órgãos municipais de Patu e da Polícia Militar. Segundo o próprio Corpo de Bombeiros, o local é de difícil acesso, o que complicou o trabalho. "Tivemos que fazer um cerco e esperar o fogo alto chegar mais próximo para combater", disse o capitão Lima Verde, um dos oficiais envolvidos na operação.

O combate ao incêndio foi interrompido durante a madrugada desta terça-feira (17), quando os bombeiros conseguiram conter as chamas e precisaram atender outras ocorrências. O Corpo de Bombeiros retomou o trabalho durante esta manhã e tenta controlar totalmente o fogo. Ainda segundo a corporação, os danos foram ambientais, sem feridos ou construções atingidas. No local está localizado o Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis.

Ainda entre a segunda-feira (16) e esta terça-feira (17), os bombeiros combateram outros três incêndios; um em Currais Novos e dois nas proximidades de Pau dos Ferros. Todos foram controlados.

Em Currais Novos o fogo começou ainda na tarde da segunda-feira, no entanto, o Corpo de Bombeiros só foi acionado por volta das 20h quando já estava atendendo a ocorrência de Patu. Quando chegaram ao local, o fogo já havia sido controlado por forças de segurança municipais com apoio de voluntários.

Histórico
Desde 1998, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais realiza o Monitoramento dos Focos Ativos por Estado. De acordo com o relatório, o número de queimadas no Rio Grande do Norte costuma apresentar um aumento entre os meses de agosto e janeiro.

Em 2019 já são 128 focos ativos registrados, porém há uma redução em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram identificados 158 incêndios. Levando em conta todo o ano de 2018, foram 456 casos, com picos de 87 no mês de outubro e 128 em novembro.

Durante o período em que o Inpe realiza esse monitoramento, o ano com maior número de casos de incêndio foi 2003, com 1.547 casos. Já o ano com menos focos foi 2000, com apenas 145 registros.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários