Inscrições abertas para concurso da Marinha com 900 vagas; veja

Publicação: 2020-01-20 09:15:00
A Marinha do Brasil abriu 900 vagas de ensino médio no Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros (CPAEAM), com possibilidade de promoção até a graduação de Suboficial ao longo da carreira. As inscrições começaram nesta segunda-feira (20) e serão aceitas até o dia 3 de fevereiro, no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br ou em uma das Organizações Militares da Marinha Responsáveis pela Execução Local (OREL), nos dias úteis, das 8h30 às 16h. A taxa é de R$ 25 e deverá ser paga até 10 de fevereiro.

Na área de jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), que abrange os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, as OREL funcionarão em NatalRN, no Com3ºDN; em Olinda-PE, na Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco; em Fortaleza-CE, na Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará; em Maceió-AL, na Capitania dos Portos de Alagoas; e em João Pessoa-PB, na Capitania dos Portos da Paraíba. Para participar, é preciso ser do sexo masculino, ser brasileiro nato ou naturalizado, ter 18 anos completos e menos de 22 no dia 1° de janeiro do ano de 2021, entre outros requisitos.
Créditos: DivulgaçãoExiste a possibilidade de promoção até a graduação de SuboficialExiste a possibilidade de promoção até a graduação de Suboficial

Existe a possibilidade de promoção até a graduação de Suboficial

No ato da inscrição, deverá haver a indicação da ordem de preferência da área profissional da especialização: Eletroeletrônica, Apoio e Mecânica, sendo que cada uma delas oferece diversas opções. O atendimento à escolha do candidato será feito de acordo com o interesse da Administração Naval e critérios de classificação no concurso. O candidato realizará uma Prova Objetiva composta por 50 questões, divididas em Português (15), Matemática (15), Ciências – Física e Química (15) e Inglês (5), prevista para ocorrer na primeira quinzena de abril.

Os aprovados até o limite de duas vezes o número de vagas, inclusive os empatados na última posição, serão convocados para realizar os Eventos Complementares, todos eliminatórios. São eles: Verificação de Dados Biográficos (VDB), Inspeção de Saúde (IS), Teste de Aptidão Física (TAF), Avaliação Psicológica (AP), Verificação de Documentos (VD) e o Procedimento de Heteroidentificação Complementar à Autodeclaração (PH). Se aprovado em todas as etapas, o candidato será chamado para o Período de Adaptação em uma das Escolas de Aprendizes-Marinheiros, etapa também eliminatória. Após isso, é iniciado o Curso de Formação de Marinheiros para a Ativa sob regime de internato, inteiramente gratuito e realizado durante 48 semanas, no qual serão ministradas disciplinas do Ensino Básico e do Ensino Militar-Naval.

O curso é estruturado em duas fases: a primeira, no grau hierárquico de AprendizMarinheiro, destinada à formação militar-naval, e a segunda, no grau hierárquico de Grumete, destinada à especialização técnica. O Aprendiz-Marinheiro receberá bolsa-auxílio de R$ 1.108,53, sendo R$ 981 de soldo militar e R$ 127,53 de adicional militar e enquanto Grumete perceberá um valor total bruto de R$ 1.179,72, sendo R$ 1.044 de soldo e R$ 135,72 de adicional militar. Após o curso de formação, os rendimentos chegam a R$1.950, sendo R$ 1.560 o soldo militar, R$ 202,80 de adicional militar e R$ 187,20 de adicional habilitação.