INSS muda processo para requerimento de benefícios

Publicação: 2018-05-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A partir de segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar o atendimento presencial para salário-maternidade e aposentadoria por idade urbanos. Agora, o segurado deverá acessar o Meu INSS ou ligar para o 135 e, em vez de agendar uma data para ser atendido, receberá direto o número do protocolo de requerimento, eliminando a etapa do agendamento.

Após agendamento, técnicos avaliarão documentação dos requerentes nos arquivos do Instituto
Após agendamento, técnicos avaliarão documentação dos requerentes nos arquivos do Instituto

Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Com o novo modelo, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado à agência. Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, à distância.

Segundo o INSS, com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido perto da residência. O instituto diz ainda que a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

Atualmente, o Meu INSS tem mais de 7 milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular. O sistema, que está sendo aprimorado, conta com um canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

O instituto vai ampliar cada vez mais a lista de serviços agendáveis. A partir do dia 24, serviços que antes eram prestados somente no atendimento espontâneo serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou o telefone 135.

Demissão 
A divulgação do novo procedimento para a concessão da aposentadoria coincidiu com uma mudança na administração do INSS. O Ministério do Desenvolvimento Social confirmou nesta quarta-feira, 16, a demissão do presidente do Instituto, Francisco Lopes. A exoneração foi encaminhada à Casa Civil e deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

A assessoria de comunicação do ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, não divulga oficialmente o motivo da saída de Francisco Lopes do cargo. Mas a exclusão dele do posto acontece alguns dias após o jornal O Globo divulgar que o INSS fechou um contrato de R$ 8,8 milhões com uma empresa de informática sediada em um pequeno estoque de bebidas, em Brasília.

O contrato tinha a função de garantir o fornecimento de programas de computador para o órgão federal e foi assinado em abril, mesmo após parecer de técnicos do INSS indicar que os programas de computador oferecidos pela RSX não terem utilidade para o INSS.

Francisco Lopes era apadrinhado do líder do governo no Congresso André Moura (PSC-SE). Recentemente, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a condenação de Moura por um suposto esquema de desvio de verbas na Prefeitura de Pirambu, no Sergipe, no âmbito de uma ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF).

Telefone ou internet
Alterar meio de pagamento;
Atualizar dados cadastrais do beneficiário;
Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes;
Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País;
Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de Dirf;
Cadastrar Declaração de Cárcere;
Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família;
Cadastrar ou renovar procuração;
Cadastrar ou renovar representante legal;
Desbloqueio do benefício para empréstimo;
Desistir de aposentadoria;
Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados;
Pensão por morte;
Emitir Certidão para Saque de PIS/Pasep/FGTS;
Reativar benefício;
Reativar benefício assistencial à pessoa com deficiência, suspenso por inclusão no mercado de trabalho;
Renunciar a cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão;
Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido;
Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário;
Suspender benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho;
Transferir benefício para outra agência;
Demissão;

Serviço:
Os agendamentos poderão ser realizados através do telefone 135. Na internet, através do site do Instituto no menu Meu INSS.

Fonte:
INSS


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários