Intenção de concorrer

Publicação: 2019-07-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Embora afirme que não há decisão tomada sobre candidatura, o deputado Hermano Morais reconhece que gostaria de concorrer à Prefeitura. Ele disse também que, se for candidato, quer o apoio do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT). “Eu  tenho um sonho de um dia poder governar a cidade onde nasci e se essa oportunidade surgir eu vou colocar meu nome à disposição no tempo certo, e se puder ter o apoio do ex-prefeito Carlos Eduardo, que tem uma inegável liderança no nosso município, eu tenho certeza de que será muito importante”, afirmou o deputado. Ontem, Hermano conseguiu a autorização do MDB para deixar o partido e fazer uma nova opção de filiação.

Escolha do partido
Hermano Morais disse que ainda não fez a nova opção partidária. “Tivemos conversas muitos preliminares e ocasionais. A todos disse a mesma coisa, que primeiro teria de concluir a conversa com o MDB até por razões éticas. Concluída essa parte, voltarei a  conversar sobre o assunto”, acrescentou.

Escola militares
O deputado Coronel Azevedo (PSL) está empolgado com a decisão do governo federal de instituir a Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares (Secim). Com a iniciativa, algumas escolas estaduais e municipais poderão adotar os modelos de educação usados por colégios do Exército, das Polícias Militares e do Corpo de Bombeiros. A expectativa é implementar 108 escolas cívico-militares no Brasil até 2023. “Desde março o nosso mandato tem se dedicado a esse tema, que já foi pauta de audiências em Brasília e aqui na Casa Legislativa. Estivemos em reunião com a governadora para apresentarmos o nosso trabalho em torno do assunto. Por se tratar de um tema ainda novo, Fátima disse que vai encaminhar o assunto à Secretaria de Educação para que seja avaliada a possibilidade de adesão ao modelo”, informou o deputado.

Economia com a reforma
O secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou ontem que a economia esperada agora com a reforma da Previdência é de um total de despesas economizadas em dez anos de R$ 914,3 bilhões. Com adição do CSLL, há acréscimo de R$ 19,2 bilhões. Assim, o total geral da economia da reforma, em dez anos, chega a R$ 933,5 bilhões. "Sem entrar na questão do direito adquirido, essa reforma tem o maior impacto paramétrico no mundo", disse.

"Estamos apresentando ao País a maior e mais abrangente reestruturação previdenciária", afirmou. "Não tenho dúvidas de que a votação do 1º turno impactou todos nós, País amadureceu o tema", afirmou.

200 dias
O  presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou  que a Nova Previdência é "importantíssima" para ajustar as contas públicas. Durante cerimônia de celebração dos 200 dias do governo Jair Bolsonaro, Alcolumbre fez um agradecimento aos deputados por terem aprovado o texto-base da reforma em primeiro turno na Câmara. Segundo Alcolumbre, o Congresso está "conciliado com a vontade do povo que elegeu Bolsonaro". Ele também fez acenos ao presidente, dizendo que não tem dúvidas de que Bolsonaro "busca mais acertar do que errar".

Foco da gestão
Na celebração pelos 200 dias do governo Bolsonaro, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o foco da gestão do presidente Jair Bolsonaro é o crescimento do País por meio do investimento de recursos oriundos de privatizações e concessões. Ele destacou também a aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência pela Câmara dos Deputados e o leilão de petróleo da cessão onerosa.  "Nosso governo tem sim perfil liberal conservador. Já estamos tirando passo a passo o peso do Estado sobre a cidadania. (...) Mudar a cultura de três décadas é trabalho árduo. Sabíamos que não seria fácil. Mas liderados pelo senhor sabíamos que tínhamos um norte, com liderança e compromisso que o senhor reitera a cada reunião ministerial", disse.

Grande Natal
Uma comitiva composta por onze vereadores do município de Parnamirim participou de uma reunião com o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB). Eles discutiram a possibilidade de ampliar os serviços públicos no Distrito de Bela Parnamirim, localizado na divisa entre Parnamirim e Macaíba. “O nosso desejo é realmente chegar com os serviços públicos para essa população que hoje não pertence nem a um município e nem a outro”, disse o presidente da Câmara Municipal de Parnamirim, Irani Guedes.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários