Inter amplia vantagem, mas grupo mantém os pés no chão

Publicação: 2021-01-26 00:00:00
O domingo foi perfeito para o Internacional. Derrotou o rival Grêmio, de virada e nos acréscimos, por 2 a 1, encerrando um jejum de 11 clássicos sem vitória, ampliou sua série de triunfos para oito jogos, igualando um recorde na era dos pontos corridos, e abriu quatro pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. Motivos de sobra para a torcida ficar eufórica. Mas não para Abel Braga e seu elenco.

Créditos: Ricardo DuarteComando por Abel Braga, Colorado acabou jejum de onze jogosComando por Abel Braga, Colorado acabou jejum de onze jogos

O treinador lembrou que o time, até recentemente, era alvo de descrédito para manter os pés no chão. "Preferia que vocês seguissem falando que não somos postulante a nada. Não éramos quando tínhamos três, quatro vitórias. Saímos do descrédito da equipe e crescemos com tranquilidade e com trabalho. Não vou levar em consideração", disse.

A vitória sobre o Grêmio foi a oitava consecutiva do Inter no Brasileirão, igualando a sequência recorde alcançada pelo Cruzeiro em 2003, duas vezes, e pelo Flamengo em 2019. Abel, claro, espera ampliar a sequência positiva. Mas destaca que o seu fim chegará, algo que precisará ser encarado com naturalidade.

“Isso vai acabar uma hora. Tomara que demore. Mas, como não faltam muitos jogos, tomara que seja lá pelo final do campeonato Não vamos pendurar flores, nem cair em armadilhas", afirmou, após o Gre-Nal no Beira-Rio.

Entre os seis primeiros colocados do Brasileirão, o Inter foi o único a vencer no fim de semana, chegando aos 62 pontos, na liderança e com quatro de vantagem para o São Paulo. Um cenário favorável a seis jogos do fim da competição para o time gaúcho. "Ainda dependemos só de nós, mas quero que todos saibam que não vamos esmorecer, e o quanto o Brasileiro é difícil", concluiu Abel.

Embalado, o Inter terá uma semana de preparação para o seu próximo compromisso. No domingo, o time vai receber o Red Bull Bragantino, às 18h15, no Beira-Rio, pela 33.ª rodada do Brasileirão.