Interdição de trecho da BR-101 por 5 meses será definida hoje

Publicação: 2017-11-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Departamento Nacional de Insfraestrutura de Transportes (Dnit), no Rio Grande do Norte, vai realizar uma reunião nesta terça-feira (14), às 14h, com representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), dirigentes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) e empresários. O motivo é a interdição que deve acontecer por cerca de cinco meses, a partir de sábado (18), em um trecho das pistas principais da BR-101.

Pistas principais da BR-101 serão interditadas, a partir do sábado, entre o pórtico de Natal e a Leroy
Pistas principais da BR-101 serão interditadas, a partir do sábado, entre o pórtico de Natal e a Leroy

De acordo com o Dnit, a interdição acontecerá em um trecho que vai do Pórtico de Natal até o semáforo próximo à loja Leroy Merlin e é necessária para cumprir o calendário de obras de melhorias que estão sendo feitas ao longo de 14km na rodovia federal, compreendendo o trajeto entre o viaduto de Ponta Negra até próximo ao IFRN de Parnamirim. A nova etapa compreende a construção de uma passagem inferior e um viaduto para interligar a BR-101 as avenidas Abel Cabral e Maria Lacerda.

Para o presidente da Seturn, Nilson Queiroga, a construção da passagem inferior é desnecessária e a obra vai deixar o trânsito da região caótico. "As marginais que devem ser utilizadas para desvios possuem apenas duas faixas e não estão concluídas. Além disso, a parte que cabe as linhas de ônibus não foi feita. A interdição vai gerar um caos", disse. Na reunião, a Seturn levará a proposta de execução das obras em duas etapas, primeiro a construção do viaduto e depois da passagem inferior, devendo, essa última, ainda ser discutida em audiência pública.

"Esperamos que o Dnit compreenda e aceite a nossa proposição. Se não, teremos que tomar medidas jurídicas para buscar embargar a obra", afirmou Nilson Queiroga. Segundo ele, por ser em um perímetro urbano de Natal a construção pode gerar um prejuízo imensurável ao transporte coletivo, já que durante a obra o trânsito e os trajetos aumentariam e as empresas não teriam como arcar com os custos adicionais. Atualmente, nove linhas de ônibus transitam no trecho.

Além dessa nova construção, o Dnit está com outras duas obras na rodovia federal, ambas com o prazo de conclusão para daqui a 60 dias. Uma próxima ao IFRN de Parnamirim, onde estão sendo construídos um túnel e um viaduto e outra próxima à Câmara dos Vereadores de Parnamirim, onde a obra do viaduto está dependendo do remanejamento da rede de energia elétrica. No local das obras, a BR-101 está interditada e o trânsito sendo desviado para as marginais.

Ao todo, nas Obras Complementares e Remanescentes da BR-101 serão construídos cinco viadutos, duas passagens inferiores, vias marginais (nos dois sentidos), cinco passarelas e 52 abrigos em paradas de ônibus.  Até o momento, a expectativa da superintendência regional do Dnit é de concluir todas as obras até dezembro de 2018. O investimento do Governo Federal é de R$ 157 milhões, além de mais R$ 20 milhões destinados exclusivamente para possíveis desapropriações.

Estrutura danificada
Uma das placas de contenção da estrutura do túnel de Neópolis, na zona Sul de Natal, foi atingida e danificada por um veículo com a altura maior que a permitida para transitar no local. De acordo com a superintendência do Dnit, o dano não gerou riscos para a estrutura e os reparos na placa e no aterro estão sendo providenciados.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários