Investimento de R$ 3,2 milhões garante reformas em quadras

Publicação: 2018-11-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Cerca de 140 equipamentos esportivos deverão ser reformados até o fim do próximo ano em Natal a um custo de R$ 3,2 milhões. Este ano, a Prefeitura promete entregar 28 até dezembro, sendo que 14 destas quadras poliesportivas e equipamentos já estão prontos, reformados, equipados, ampliados e adaptados para portadores de necessidades especiais.

Quadra poliesportiva do Conjunto Alvorada IV já foi entregue e está sendo usada pela população
Quadra poliesportiva do Conjunto Alvorada IV já foi entregue e está sendo usada pela população

O programa, administrado pela Secretaria de Esporte e Lazer, foi festejado por desportistas uma vez que o contrato já assegurou a verba no orçamento. De acordo com o organograma de entregas, elaborados pela SEL, nas próximas semanas as comunidades beneficiadas serão: Conjunto dos Garis, Alvorada 4, Parque das Dunas e Nova Natal. Estes locais irão receber o projeto “Jogadaço”, responsável por oficializar a liberação para o uso da população. “É o momento em que a gente convida as famílias, as mães, os pais e as crianças para fazermos uma grande confraternização para que eles possam receber aquele espaço de volta. A gente tem visto momentos muito bonitos, com toda a comunidade envolvida, com aquele equipamento que dá uma energia nova para aquele bairro, para aquela comunidade que está sendo atendida e a gente fica muito feliz em poder fazer isso através do esporte”, explicou a Secretária de Esportes, Danielle Mafra.

Sobre o “Jogadaço”, Danielle Mafra explica que o projeto vai além de um simples evento para a comunidade. “Vou exemplificar. No Conjunto Alvorada, onde recentemente entregamos a quadra poliesportiva – o “Jogadaço” teve aula de Zumba, um torneio de futebol, um torneio de basquete. A comunidade recebeu, através do Centro Comunitário um kit do material esportivo, com bolas, redes e outras coisas para que elas possam fazer o uso do equipamento da melhor forma”, enumerou.

De acordo com a SEL, a escolha da ordem dos equipamentos a serem reformados atende a critérios de objetividade e também de sensibilidade, incluindo a questão das zonas administrativas da cidade.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários