Investimento no Sandoval Wanderley poderá ser maior

Publicação: 2019-05-23 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

O prefeito Álvaro Dias (MDB) tem afirmado desde dezembro do ano passado o interesse em reformar o Teatro Sandoval Wanderley (TSW), no Alecrim, fechado desde 2009 devido à problemas sérios em sua estrutura. O plano descarta totalmente a ideia do prefeito anterior, Carlos Eduardo (PDT), que tinha como proposta para o prédio uma permuta com a iniciativa privada – onde o previsto seria a construção de um shopping no local do prédio em troca da construção de um novo teatro em outra área da cidade. Na manhã de quarta-feira (22) Álvaro Dias visitou o interior do “teatrinho do povo”, como o espaço era conhecido no passado, com uma equipe técnica e o que viu não o deixou animado. O prédio está com vários pontos de infiltração e partes do forro já desabaram.

Prefeito Álvaro Dias e equipe da Funcarte visitam as instalações do “teatrinho do povo”. O prédio está com vários pontos de infiltração e partes do forro penduradas
Prefeito Álvaro Dias e equipe da Funcarte visitam as instalações do “teatrinho do povo”. O prédio está com vários pontos de infiltração e partes do forro penduradas

“Pretendemos iniciar uma reforma e para isso queríamos ver a situação atual do teatro. O estado de conservação é preocupante. A estrutura física está muito comprometida”, disse o prefeito em entrevista ao VIVER logo depois da visita. Ele em nenhum momento titubeou na promessa de reforma. “Vamos sim recuperar o TSW e devolver para a população de Natal”.

No entanto, no momento, a prefeitura ainda não dispõe de um projeto orçado dentro das condições atuais do teatro, nem recursos financeiros garantidos. “O que temos é um pré-projeto, uma ideia do que queremos fazer. O plano é fazer a obra de forma modulada, por etapas, primeiro recuperando a parte física, depois a parte hidráulica, elétrica e estrutural. Dividir a reforma em vários projetos para tornar mais viável”, explica o prefeito. “Sabemos que vai demandar um volume elevado de recursos. Pelo que vimos hoje, será uma obra muito maior do que o que a gente imaginava. Mas temos alternativas. Queremos buscar parcerias com o setor privado e buscar parcerias à nível federal e estadual”. 

Depois do Sandoval Wanderley, a equipe da Prefeitura fez uma visita à obra de reforma da Praça Gentil Ferreira, também no Alecrim. A praça está dentro dos planos da Secretaria Municipal de Cultura, que pretende estender as ações culturais que já vem sendo realizadas no Centro Histórico até o bairro comercial. “A praça vai contemplar aspectos que combinam com o Teatro Sandoval Wanderley. Será mais um espaço para ser usado pelo segmento cultural, seja de teatro, cinema, música”, conta o secretário de cultura Dácio Galvão.

Orçada inicialmente em R$ 218 mil, a obra da Praça Gentil Ferreira prevê piso intertravado de duas cores, criação de calçada ao redor, meio-fio, construção de rampa de acesso, recuperação dos bancos de alvenaria, iluminação cênica, adequação dos postes para abaixo da copa das árvores, além da recuperação do antigo policial, que passará a abrigar uma equipe da Guarda Municipal. Mas alguns imprevistos surgiram, demandando ajustes no projeto original.

Segundo o grupo de arquitetos da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), oito árvores da espécie Ficus Benjamina estavam com as raízes sufocadas, para não derruba-las, já que são árvores antigas, foi feito uma obra de sustentação com adaptação paisagística.

“Não está dentro do prazo. Teve esses imprevistos com as árvores. Mas a praça vai ficar realmente bonita, moderna, equipada e mais convidativa”, comentou Álvaro Dias. “É uma obra importante, foi reivindicada pelos comerciantes e moradores. E é um lugar que faz parte da própria história de Natal”.

Parque da Cidade 
A passagem do prefeito pelo TSW e a Praça Gentil Ferreira faz parte de uma série de três visitas à equipamentos culturais do município. O terceiro é o Parque da Cidade, em Candelária, que será visitado em breve. Segundo o secretário de cultura Dácio Galvão, a situação lá é de que o prédio precisa de pequenos reparos em sua estrutura.

“O que precisa lá é recuperar o teto de gesso, que está com infiltração. Algo natural nesse período de chuvas”, diz o secretário. “Mas também vamos aproveitar para pensar a readequação da estrutura do Parque dentro de um conceito ecológico. Alguns equipamentos precisam ser reciclados e serão”.

Sobre o Sandoval Wanderley
O Teatro Sandoval Wanderley, no Alecrim, foi inaugurado em 1992, mas desde 2009 está fechado devido à problemas na estrutura física, nos sistemas elétrico e hidráulico, ausência de saída de emergência e falta de acessibilidade.

O teatro já teve dois projetos de reforma que acabaram não acontecendo. O primeiro, aprovado pelo Ministério da Cultura, mas que acabou prescrevendo. O segundo, por meio da própria prefeitura, orçado em R$ 1,2 milhões, que também não foi para frente.







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários