Irã admite ter violado acordo ao operar centrífugas

Publicação: 2020-11-19 00:00:00
O Irã admitiu uma nova violação do acordo nuclear de 2015 ao operar centrífugas avançadas de enriquecimento de urânio instaladas na usina subterrânea de Natanz. A constatação havia sido feita por inspetores internacionais e foi confirmada pelo embaixador iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão de controle da ONU. 

Na semana passada, o presidente dos EUA, Donald Trump, considerou um ataque a Natanz, sul de Teerã, principal usina de enriquecimento de urânio do país, mas foi dissuadido por seu comando militar. No entanto, a descoberta pode ser vista como uma ameaça aos interesses de EUA e Israel, inimigo declarado do Irã.

O presidente americano deixa o cargo em 20 de janeiro e o democrata Joe Biden já indicou que está disposto a retomar o acordo nuclear, alcançado durante o governo de Barack Obama.