'Iria até na sua ilustre', diz vereador de Macau após ser acusado de assédio

Publicação: 2019-12-03 11:16:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um bate boca encerrou mais cedo a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Macau, na segunda-feira (2). Os vereadores Oscar Paulino (MDB) e Cláudio Gia (PT) trocaram insultos após acusação de que o petista estaria assediando uma servidora pública do município. Cláudio Gia disse que "iria" até na mulher de Oscar Paulino e gerou revolta na sessão. O petista disse que vinha sendo provocado pelo adversário político.
Cláudio Gia
Vereador Cláudio Gia diz que Oscar Paulino quer desviar foco da gestão de Macau

Durante a sessão, Oscar Paulino levantou o assunto e Cláudio Gia reagiu, negando que tivesse assediado a funcionária, mas dizendo que, por ser homem, não descartava a relação com a mulher. Além disso, envolveu também a mulher de Oscar Paulino na discussão.

"Quero informar ao nobre vereador Oscar, que dê nome aos bois, à mulher que eu estou cantando, porque se ela cair, eu vou. Não tem para onde correr não. Pode ser até a sua ilustre porque eu sou homem, mas não ando cantando ninguém não", disse Cláudio Gia. "Esse sem vergonha não tem respeito nem pela mulher dele. Você é um cabra safado", retrucou Oscar Paulino.
Oscar Paulino trocou acusações com Cláudio Gia
Oscar Paulino trocou acusações com Cláudio Gia

Após os insultos, a presidente da Câmara, Dyana Lira disse que se retiraria e propôs encerrar a sessão, o que foi aceito pelos demais parlamentares.

Em contato com a reportagem da Tribuna do Norte, Cláudio Gia disse que as discussões entre ele e Oscar Paulino, que é líder do prefeito Túlio Lemos na Câmara, são recorrentes. Ele negou que tivesse relação com a mulher citada pelo adversário e disse que o assunto é levantado para desviar o foco dos problemas da administração municipal.

"Ele falou que eu estava ligando para uma mulher casada às 4h, mas é mentira. Ele já havia me xingado, dizendo que eu tinha piolho na cabeça, entre outras coisas. Ele quer tirar o foco da situação de Macau, já que é líder do Governo. Das cinco CPIs que estão em curso na Câmara, eu sou autor de três, por isso os ataques", disse o vereador do PT, que está no primeiro mandato.

A reportagem da Tribuna do Norte tentou contato com o vereador Oscar Paulino em dois números telefônicos, mas não teve retorno.

Veja vídeo:






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários