Ivonete Dantas no Senado

Publicação: 2011-12-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A empresária Ivonete Dantas deve tomar posse hoje como senadora. Ela substitui o senador Garibaldi Alves, que pediu licença por 120 dias. Como nas próximas semanas haverá votações no Congresso Nacional que a base aliada do governo Dilma Rousseff considera fundamentais, como a emenda constitucional que prorroga a Desvinculação das Receitas da União (DRU), Garibaldi Alves considerou mais adequado se licenciar para que a bancada não fique desfalcada. Ele passou por uma cirurgia na terça-feira, no Hospital Sírio-Libanês. Filiada ao PMDB, Ivonete Dantas foi deputada estadual (de 1995 a 1999) e era a segunda suplente na eleição da senadora Rosalba Ciarlini, que renunciou ao mandato no início deste ano para assumir como governadora. O ministro da Previdência, Garibaldi Filho, informou ontem a Ivonete que ela assume hoje o mandato.

Tratamento médico

O boletim médico divulgado ontem pelo Hospital Sírio-Libanês informou que Garibaldi Alves está em “bom estado de saúde” e se recupera na Unidade de Terapia Intensiva. O boletim foi assinado pelo diretor técnico hospitalar Antonio Carlos Onofre de Lira e pelo diretor clínico Paulo Cesar Ayroza Galvão. O senador passou por uma cirurgia de revascularização do miocárdio.

Atitude incompreensível

A atitude da deputada Márcia Maia (PSB) de acatar a dispensa de tramitação para o Import-RN — ao mesmo tempo em que afirma considerar a proposta inconstitucional — é incompreensível. Basta lembrar que todo o imbróglio que a ex-governadora Wilma de Faria, mãe da deputada, enfrenta atualmente envolve projetos que passaram pela Assembleia também de forma açodada. Desta vez, a deputada Márcia Maia aponta ilegalidades no Import-RN, mas acata a apreciação em regime de urgência. Se o Executivo vetar a lei por inconstitucionalidade, desmoraliza a Assembleia. Se sancionar, poderá atribuir aos deputados que aprovaram e dispensaram a tramitação a responsabilidade por possíveis problemas.

Convocação derrubada (1)

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara rejeitou, por 13 votos a cinco, a convocação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel (PT). A estratégia do Palácio do Planalto de privilegiar o petista desagradou parlamentares de outros partidos da base aliada. Desde o escândalo envolvendo o ex-ministro Antonio Palocci, a ordem da presidenta Dilma Rousseff era para que os ministros alvo de denúncias fossem ao Congresso se explicar. Dessa vez, no entanto, o governo lançou mão de sua ampla maioria para evitar a convocação de Pimentel.

Convocação derrubada (2)

O ministro Fernando Pimentel é alvo de denúncia divulgada pela imprensa de que sua empresa, a P-21 Consultoria e Projetos, teria faturado mais de R$ 2 milhões com consultorias entre 2009 e 2010. A reportagem sugere tráfico de influência da consultoria do ministro em licitações da Prefeitura de Belo Horizonte e a não prestação de serviços pagos pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Verdes internacionais

A Federação dos Partidos Verdes das Américas fará sua reunião anual em Natal. O encontro começa hoje e vai até sábado. O secretário nacional de Relações Internacionais do PV e co-presidente da entidade, Marco Antonio Mroz, vai coordenar a reunião, que terá delegados da Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Guatemala, México, Nicarágua, Peru, República Dominicana e Venezuela, além do representante do Partido Verde Europeu, Juan Behrend.

Aliança no Seridó

O senador José Agripino (DEM) disse a vereadores do DEM de Caicó que não fará campanha no município em um palanque separado do deputado João Maia (PR).

Lições de Aécio

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) terá uma programação em Natal no próximo sábado. Ele fará uma palestra, pela manhã, no auditório CT-Gás, sobre “Choque de Gestão”.

Educação

A governadora Rosalba Ciarlini se reuniu ontem com o secretário executivo do Ministério da Educação e da Cultura, Henrique Paim. Tratou de assuntos como o transporte escolar, a reforma de escolas e os recursos para construção de Escolas Técnicas de Ensino Médio Profissionalizantes.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários