Jogo teste no Barretão é suspenso

Publicação: 2013-04-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Apesar de demonstrar vontade de transformar o confronto de volta contra o Ji-Paraná, pela Copa do Brasil (previsto para o próximo dia 25), no primeiro evento teste do estádio Barretão, a diretoria do América terá de aguardar uma nova oportunidade. O problema está sendo o atraso na expedição dos laudos liberatórios do estádio que está sendo construído em Ceará Mirim, bem como a exiguidade do prazo que o clube potiguar possui para solicitar junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a alteração do local da partida.

O supervisor americano, Gilmar dos Santos, informou que pelo Regulamento Geral das Competições, um clube tem prazo de até dez dias antes da realização de uma partida para solicitar alteração do local ou de horário de um jogo. Como isso ainda não foi feito e resta apenas uma semana para realização do confronto, não existe mais possibilidade de tirar a partida contra o Ji-Paraná do estádio Nazarenão.
Alan OliveiraEstádio ainda segue em obras e precisa de todas as licençasEstádio ainda segue em obras e precisa de todas as licenças

“Fora desse prazo especificado no regulamento, só pode ocorrer alguma alteração em casos extraordinários e, ainda assim, a decisão caberá exclusivamente a CBF”, ressaltou Gilmar dos Santos.

O atraso das vistorias necessárias e a liberação  dos  atestados liberatórios, que o empresário Marcone Barreto, no início das negociações com o presidente do América, Alex Padang, prometera entregar no final de março. Pesou contra a intenção de realização do evento teste. As vistorias do Corpo de Bombeiros, Crea e da Vigilância Sanitária no Barretão estão marcadas para próxima segunda-feira, dia 22. Sem as mesmas, o clube não teve como se dar entrada no pedido alteração de local.

“Acredito que seria importante mandar alguns jogos no Barretão, visando realizar os primeiros testes no estádio no sentido de corrigir as possíveis falhas. Ele será a casa do América na série B e deve estar funcionando em perfeito estado durante a competição nacional”, ressaltou Padang. “Como não tivemos tempo de solicitar a transferência da partida contra o Ji-Paraná para o Barretão, agora não sei se teremos oportunidade de realizar outro evento teste”, disse.

Embora não descarte totalmente mandar algum jogo do Estadual no estádio de Ceará Mirim, a diretoria americana também está preocupada em impedir que a mudança de casa, seja encarada pelo prefeito de Goianinha, Júnior Rocha, como algum tipo de desfeita. “Não tenho palavras para agradecer ao pessoal de Goianinha. O prefeito Júnior Rocha fez de tudo para receber o nosso clube e o América sempre se sentiu muito bem acolhido no Nazarenão. A questão da mudança é meramente logística, nosso clube necessita aumentar a arrecadação nos seus jogos”, salientou Alex Padang.

Caso passe pelo Ji-Paraná, o América vai enfrentar o vencedor do confronto entre Atlético/PR e o Brasil de Pelotas. Os paranaenses venceram o jogo de ida por 1 a 0 e necessitam de um empate para passar para segunda fase, mesma situação do América. 

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários