José Agripino afirma que diálogo com o PMDB está mantido

Publicação: 2013-08-31 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O presidente nacional do Democratas, senador José Agripino Maia, afirmou ontem que o diálogo entre os dirigentes e lideranças do DEM e do PMDB, no Rio Grande do Norte, está mantido. Para ele, não há posturas definitivas sobre o relacionamento  com a administração estadual e as alianças para 2014, apesar do PMDB ter anunciado ontem o rompimento político com o Governo e a intenção de ter candidato próprio a governador nas eleições do próximo ano.
Júnior SantosJosé Agripino quer continuidade do diálogo e Rosalba pede compromisso com o EstadoJosé Agripino quer continuidade do diálogo e Rosalba pede compromisso com o Estado

José Agripino disse que não deixou de conversar com o presidente da Câmara e do PMDB estadual, Henrique Eduardo Alves, e com o ministro da Previdência Garibaldi Filho. “Tenho conversado com o PMDB e eles têm as dificuldades deles. Sei compreender. O diálogo é a base do entendimento e está estabelecido. Não perdi o diálogo com Garibaldi, Henrique e com os que fazem o PMDB. Tenho o maior respeito e boa relação com eles. Acho que, pelo diálogo, se chega a um bom entendimento. Qual? É cedo para dizer”, afirmou ontem em Mossoró.

Questionado se seria possível a retomada do diálogo para o PMDB reconsiderar a decisão de deixar a base aliada e o governo Rosalba Ciarlini (DEM), Agripino não titubeou: “Cuido do DEM. Pelo Governo, fala Rosalba.”

Apesar disso, o presidente nacional do Democrata comentou que é cedo para se falar em 2014 e afirmou que a hora é de esperar que os partidos se manifestem oficialmente. “É precipitado falar neste momento.”

Mas, ao ser novamente questionado sobre diálogo, Agripino disse que o Democratas mantém conversas com “todo mundo”. “Ainda mais com o PMDB, que é parceiro de muito tempo e com quem disputamos várias eleições. Não existe nenhum estremecimento nacional e nem estadual. Tem uma avenida aberta para compreensão para problemas e para busca de entendimento.”

Para o deputado federal Felipe Maia (DEM), as discussões sobre 2014 começaram e que está chegando o momento do seu partido entrar na pauta. “Estamos no final de agosto e daqui a um ano estaremos em campanha, declarada e aberta. O PMDB se reunirá (se reuniu ontem) para definir os caminhos a serem traçados. Informações me chegam que prefeitos e lideranças do PMDB desejam continuar na base de sustentação da governadora. Até porque é uma responsabilidade com o RN.”

“O deputado Henrique Alves é presidente da Câmara, da base da presidente Dilma e tem condições de fazer a interlocução entre o Governo do Estado e Governo Federal. Precisamos aguardar a posição do PMDB, assim como conhecer as condições do PR, PP e PMN”, disse Felipe Maia.

O deputado federal comentou que o projeto do Democratas potiguar é manter a base da sustentação da governadora Rosalba Ciarlini em torno de uma candidatura única. Para tanto, será preciso retomar o diálogo com o PMDB. Sobre esse fator, o deputado federal disse que as conversas são mantidas diariamente. “Converso com Henrique semanalmente. Converso com João Maia. As conversas Não param. O que tem que haver é afinidade de discurso em torno de um objetivo maior, que é o Rio Grande do Norte.”

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários