Jovem pianista natalense busca apoio para vôo maiores

Publicação: 2019-05-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São somente 13 anos de idade, mas não importa, a pianista prodígio Isadora Ferreira Rezende não pára de somar conquistas em sua curta carreira. A mais recente façanha foi ser selecionada como bolsista para o importante Festival Orford Musique, em Quebec, no Canadá, no período de 5 a 25 de julho. Na ocasião ela estudará com renomados pianistas internacionais e receberá orientação do professor premiado Jimmy Brière, da Universidade de Montreal. A bolsa concedida pelo Festival custeia o valor de duas semanas de aulas diárias, intercâmbio e aperfeiçoamentos musicais. No entanto, restam valores a cobrir referentes a acomodações, alimentação e passagens aéreas (da pianista e de um acompanhante, dada sua idade). Por esse motivo a família da pianista abriu uma campanha de financiamento coletivo na internet. A ideia é arrecadar R$17.160,00. A campanha se encerra na sexta-feira (10). Metade do valor já foi alcançado. Mas ainda falta muito. Que quiser doar pode fazer pelo site.

Aos 13 anos, pianista Isadora Rezende ganha bolsa em renomada escola da Universidade de Montreal
Aos 13 anos, pianista Isadora Rezende ganha bolsa em renomada escola da Universidade de Montreal

Isadora começou no piano cedo, aos 6 anos, por incentivo da mãe, Fernanda Ferreira, também pianista. Iniciou no curso de iniciação artística na Escola de Música da UFRN (EMUFRN) e em um ano já estava realizando seu primeiro recital solo. Em 2015 foi convidada pelo professor Miguel Proença para se apresentar no Rio de Janeiro, no concerto Jovens Talentos.  No ano seguinte estava conquistando a primeira colocação em sua categoria no Concurso Nacional de Piano Steinway-Caio Pagano, realizado pela USP. Em 2017, com o auditório da EMUFRN lotado, realizou recital solo em comemoração aos 5 anos de estudos. Em 2018, em nova competição, obteve a primeira colocação em sua categoria no Concurso Souza Lima, em São Paulo.

Atualmente é aluna da classe de piano da EMUFRN e se apresenta como solista convidada. Em janeiro deste ano ela participou do projeto “Com Amor, Mozart", executando o primeiro movimento do Concerto Nº 20 para piano e orquestra de Mozart. Posteriormente recebeu convite para executar em abril, em duas sessões, o mesmo concerto, desta vez completo (3 movimentos e cadências), junto à Filarmônica da UFRN, sob a regência do Maestro André Muniz.









continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários