#JovemPontoCom: Pequenas ginastas seguem para disputa nacional

Publicação: 2019-09-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
jovem.com

Milka Moura
Repórter

Nenhum movimento passa despercebido. Nenhum erro deixa de ser repreendido e nenhum acerto deixa de ser comemorado. Na quadra onde ocorrem os treinos, só se escuta a música e os comandos das professoras. Quem vê de longe se assusta com os comandos, mas quem recebe as ordens não parece se importar.

Com as vitórias, Júlia e Mariana foram classificadas para o torneio nacional de ginástica rítmica
Com as vitórias, Júlia e Mariana foram classificadas para o torneio nacional de ginástica rítmica em São Paulo

Foi vivendo esta rotina de treinos que duas pequenas ginastas conseguiram obter destaque e são representantes para a etapa nacional do Campeonato de Ginástica Rítmica que ocorrerá em outubro em São Bernardo dos Campos, SP. Mariana Lima e Júlia Moreno, de 10 e 11 anos respectivamente, foram campeã geral nordeste e vice-campeã geral nordeste na competição regional que aconteceu na Bahia e se classificaram para esta próxima etapa.

Quem acompanha a história das meninas de perto são as treinadoras Gilmara Lira e Paula Martins. As duas técnicas, assim como as atletas, são da Associação de Ginástica de Natal (Aginat). Quando questionadas sobre qual a sensação de ver suas alunas conquistando as lideranças do Nordeste, as duas técnicas se olham orgulhosamente, “é muito bom ver o quanto elas evoluem no decorrer do ano” conta Paula. “As duas estão no primeiro ano de infantil, ainda falta mais um ano nessa categoria. É um resultado bem expressivo pra gente, a gente fica muito feliz. É fruto do nosso trabalho e do esforço delas também e da dedicação.” Acrescenta Gilmara.

Dedicação é o que não pode faltar para quem quer seguir a vida de ginasta. Os treinos de domingo a domingo, as repetições nos passos, as viagens para as competições... toda essa rotina de gente grande para crianças dão conta de tudo exalando gratidão.

O início de Mariana: Conheceu a ginástica através de uma amiga

Mariana Lima tem apenas 10 anos. A voz baixa e o sorriso tímido desaparecem quando a atleta se prepara para ensaiar. Mariana se torna gigante.

A jovem faz ballet desde os dois anos de idade, e conheceu a GR através de uma colega que também fazia aulas com ela. Começou com oito anos na Aginat e agora já vai para o seu terceiro ano na escola.

 Ao relembrar sua primeira apresentação, Mariana faz um breve cara de desaprovação, “eu tava muito nervosa porque era minha primeira apresentação”, ao fundo a treinadora relembra: “na primeira e na segunda, depois que ela foi melhorando” brinca.

A ginasta revela que o seu maior desafio era o nervosismo e que hoje em dia ela já consegue lidar com isso. O truque é respirar fundo, “eu respiro fundo e digo para me acalmar” diz.

Na apresentação que a classificou para o torneio nacional, Mariana superou seu tão temido nervosismo e voltou para Natal como Campeã Geral Nordeste, com o primeiro lugar na corda e o segundo lugar na categoria mãos livres, “quando eu soube que eu tinha ganhado, quando eu subi no pódio, veio muita felicidade, até me deu vontade de chorar” relembra.

A rotina da menina inclui treinos todos os dias pela tarde, na Aginat e na escola que estuda. A inspiração da garota é a atleta também da Associação de Ginástica, Duda Moraes, Campeã Panamericana de Clubes 2017, Campeã Sulamericana 2018 e Campeã Brasileira 2018.

Para o futuro, Mariana espera ‘ir além das suas expectativas.’

O início de Júlia: Conheceu a ginástica nas Olímpiadas

Júlia Moreno, conheceu a ginástica rítmica na TV assistindo as olímpiadas. Algo nos saltos e na flexibilidade das atletas lhe despertou a atenção, e logo ela quis participar desse mundo. Iniciou na GR aos oito anos de idade na escola onde estudava e tempo depois migrou para a Aginat. Hoje, com 11 anos de idade, a atleta conta como é a sua rotina: estuda pela manhã, e suas tardes são ocupadas por treinos na escola e na Associação. Os sábados também dão lugar ao foco e nos domingos os treinos duram o dia todo. O trabalho duro de Júlia lhe classificou como Vice-Campeã no Campeonato Regional e o primeiro lugar na categoria mãos livres.

A menina se transforma ao pisar no tapete, esbanja simpatia e exatidão. Aquele é o momento onde todos que a assistem enxergam que não existe outro lugar no mundo que Júlia gostaria de estar, “eu gosto porque eu me sinto bem fazendo GR, e eu sinto que o tapete é o meu lugar” e de fato é.

Sobre se apresentar para outras pessoas, Júlia conta seu segredo: “depois que a música começa eu não fico mais nervosa. Por que eu fico com aquele clima de que eu devo me concentrar e não pensar na plateia, e sim na minha série.”

Sobre a sensação de subir ao pódio a resposta de Júlia é a mais simples e poética: “Eu senti felicidade.... e orgulho”.

Foi ali a recompensa de tardes e fins de semanas de muitos treinos.

As inspirações da jovem são as irmãs russas Dina e Arina Averina, e a ginasta Mamum. “Aqui na casa eu tenho Duda”, acrescenta enquanto olha para a atleta que acompanha a entrevista.

Sobre o futuro, a resposta tem o foco que lhe acompanha na sua rotina e que se mostrou evidente durante toda a entrevista:

- Pro futuro, você quer continuar na GR?

- Quero.

Nome: Júlia Moreno
Data de Nascimento: 16/08/2008
Idade:11 anos
Naturalidade: Natal-RN
O que faz: Ginástica Rítmica
Hobbies: Aula de inglês, ler, brincar

----

Nome: Mariana Lima
Data de Nascimento: 01/10/2008
Idade:10 anos
Naturalidade: Natal-RN
O que faz: Ginástica Rítmica
Hobbies: ler, brincar

“Eu gosto porque eu me sinto bem fazendo GR, e eu sinto que o tapete é o meu lugar.”
 Júlia Moreno

“Eu gosto (da ginástica) porque quando eu faço,  eu sinto que eu tô fazendo algo que é bom, eu me sinto bem fazendo.” 
Mariana Lima

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários