Juiz fará audiência de conciliação entre Prefeitura e ambulantes

Publicação: 2017-10-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O projeto de reordenamento do Alecrim está paralisado por parte do setor de fiscalização da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) após uma ação ajuizada pela Associação de Ambulantes contra a Prefeitura de Natal e o modelo apresentado para o bairro. O cronograma, previsto inicialmente para o dia 5 de outubro, será iniciado assim que uma ação ajuizada pela Associação for resolvida. Uma audiência de conciliação entre os dois interessados está marcada para a próxima quarta-feira, 11, após despacho proferido pelo juiz Cícero Martins de Macedo Filho.

Jonny Costa discutiu com vereadores e ambulantes proposta de local provisório para bancas durante obras nas calçadas
Jonny Costa discutiu com vereadores e ambulantes proposta de local provisório para bancas durante obras nas calçadas

Na última quinta-feira (5), os ambulantes que trabalham na Avenida Presidente Bandeira, no trecho entre as ruas Leonel Leite e Amaro Barreto, seriam retirados pela Prefeitura de Natal para o início das obras de reordenamento do bairro do Alecrim, mas não aconteceu. Durante a noite, os trabalhadores informais realizaram um protesto no bairro contra o projeto apresentado pela Prefeitura de Natal.

Desde a divulgação do cronograma, há duas semanas, o reordenamento do Alecrim, que prevê a construção de empreendimentos populares e transformação na área pública do bairro, foi alvo de polemica. Ambulantes classificaram a medida como totalitária e acusaram falta de diálogo entre eles e o titular da Semsur, Jonny Costa. Do outro lado, a Prefeitura do Natal convocou duas reuniões para apresentar o projeto, mas elas não aconteceram. A primeira teve a presença massiva de ambulantes de todo o bairro e foi tumultuada. A outra não teve a presença de nenhum dos comerciantes informais.

Uma audiência pública na Câmara Municipal de Natal também foi convocada para discutir o  reordenamento. Vereadores da situação e da oposição afirmaram não conhecer o projeto e pediram esclarecimentos ao Jonny Costa.

A TRIBUNA DO NORTE tentou falar com Jonny Costa, mas não conseguiu contato até o fechamento desta edição.


Espaço provisório
A  Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), fará um levantamento da quantidade de ambulantes e comerciantes informais que trabalham no bairro do Alecrim, na zona Leste de Natal. A determinação ocorreu após reunião, na tarde desta sexta-feira (6), entre o secretário titular da Semsur, Johnny Costa, um grupo de ambulantes e os vereadores Santro Pimentel e Cícero Martins.

A partir do levantamento, será feito um planejamento de onde os comerciantes irão enquanto as obras de reurbanização do Alecrim são realizadas. A Semsur informou, por meio da assessoria de imprensa, que não significa que os ambulantes voltarão para as calçadas após as reformas, e tampouco que ficarão no local provisório após o término das obras. O secretário Johnny Costa avaliou a reunião como positiva, pois esta foi a primeira vez que o secretário teve oportunidade de dialogar com os comerciantes.

O projeto de reordenamento do Alecrim vai englobar a urbanização das calçadas, a reforma e recomposição da praça Gentil Ferreira, a reorganização do obelisco para a colocação do relógio, ícone local, e também a recomposição de toda a iluminação na área comercial do Alecrim. Além disso, a Prefeitura tem a intenção de implementar um sistema integrado de monitoramento de câmeras nas áreas de fluxo comercial, que estará vinculado à criação de um novo CIOSP Municipal, com o objetivo de melhorar a segurança naquela área, em parceria com o Governo do Estado.



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários