Justiça livra ministro de novas investigações

Publicação: 2019-10-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Brasília (AE) - O desembargador Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), proibiu a abertura de novos inquéritos contra o ministro Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo.

Em decisão liminar, o magistrado também mandou suspender investigações já em curso sob o argumento de que o ministro, que foi presidente do PSL em Minas, estaria sendo alvo de duplas investigações sobre os mesmos fatos. A decisão do desembargador é do dia 14 deste mês.

"Neste caso, o inquérito policial perderia seu papel de garantidor para assumir um papel arbitrário, já que nitidamente estaria eivado de injustiça", escreveu o juiz.

No dia 4, após sete meses de investigação, Marcelo Álvaro foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral pelo uso de candidaturas femininas de fachada para acessar recursos do fundo eleitoral em 2018.

Além da denúncia, a Procuradoria pediu um novo inquérito contra o ministro do Turismo, o que foi acolhido pelo juiz de primeira instância. No entanto, ao recorrer ao TRE de Minas, a defesa do ministro informou que tal procedimento seria ilegal.

A reportagem falou com o advogado do ministro, Willer Tomaz, mas ele não quis se manifestar alegando que o processo corre em segredo de Justiça.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários