Kobayashi, outro na mira do América

Publicação: 2018-09-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Mais um treinador entrou no prisma de pesquisa do América, outro que também já é muito conhecido por parte da torcida e que inclusive, foi ídolo vestindo a camisa alvirrubra. Paulinho Kobayashi, que marcou uma era vitoriosa da equipe potiguar conversou com o executivo de futebol americano Alexandre Desessards, que foi até São Paulo conversar pessoalmente com o candidato em potencial para ser o novo comandante da equipe em 2019.

Enquanto espera a definição sobre o novo treinador, o América prepara a estrutura da Arena com as cadeiras para receber a torcida
Enquanto espera a definição sobre o novo treinador, o América prepara a estrutura da Arena com as cadeiras para receber a torcida

Kobayashi disse que nesse encontro ele não chegaram a falar em propostas, apenas conversaram sobre pontos relacionados ao futebol, quando o treinador teve a oportunidade de explanar sobre a forma que gosta de trabalhar.

“Eu quero deixar claro que não ocorreu proposta, ele só veio realizar uma entrevista para saber a forma que gosto de trabalhar. Ele quis conhecer minha filosofia de trabalho, então nossa conversa não foi como se estivesse me contratando. Era para saber como eu era profissionalmente falando como técnico, já que conhecia minha história como atleta”, ressaltou o ex-camisa dez americano.

Apenas analisando uma proposta de trabalho, mas sem contrato firmado com nenhum outro clube, Paulinho Kobayashi não esconde o seu desejo de regressar para Natal e poder realizar um trabalho agora no novo cargo dentro do futebol.

“Na verdade é um dos meus objetivos profissional, trabalhar em um clube onde fiz uma história bonita, onde conquistei um título da Copa do Nordeste,  acesso da série C para B da série B para A. Agora para completar só falta o potiguar e a série D”, afirmou.

Com relação a situação que o clube se encontra, com problemas financeiros, estacionado na Série D e com a obrigação de montar um time competitivo, Paulinho disse não se incomodar muito, por que desde que iniciou a carreira como técnico, em 2010, esse t~em sido basicamente o perfil das clube que têm assumido.

“Momento difícil todo clube passa”, frisou, destacando que não possui o menor receio em dirigir um clube pelo qual já foi ídolo dentro das quatro linhas. “Minha vida foi feita de desafios  e história ninguém apaga  já estou marcado  como atleta, nada será capaz de mudar isso. Agora preciso fazer história como técnico”, ressaltou.

  Mesmo sem ter avançado nas conversas, Paulinho Kobayashi destaca o fato de o América estar para inaugurar o seu estádio, como um ponto positivo para o clube. Ele classifica esse passo como fundamental para recuperação. A melhor notícia é que ontem foi iniciada a implantação das cadeiras no setor de arquibancadas e a tendência é de que alguns jogos do Campeonato Estadual do próximo ano já sejam realizados na Arena Dragão.

Perguntado sobre o time que sonha em montar no América, ele disse que gosta de ver uma equipe com pegada forte, mas com posse ofensiva da bola. “Mais ou menos como aquele time que eu joguei no América”, exemplificou.









continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários