Kobayashi quer foco no Guarany e a sexta vitória

Publicação: 2020-10-27 00:00:00
Apesar de as probabilidades apontarem que a chance de classificação do América para segunda fase, hoje são de 99.95%, o treinador Paulinho Kobayashi não quer ver os seus atletas dormindo em cima dessa confortável vantagem. O comandante alvirrubro está ciente de que a conquista da sexta vitória consecutiva, irá deixar o clube bem mais perto de garantir a chance de forma matemática e, por isso, cobra que a equipe entre em campo focada, hoje, para enfrentar o Guarany de Sobral-CE, no estádio do Junco. O confronto tem o início previsto para às 15 horas e será válido pela nona rodada.  

Créditos: CANINDÉ PEREIRAKobayashi mostrou aos atletas a importância de antecipar a vagaKobayashi mostrou aos atletas a importância de antecipar a vaga

Na delegação que seguiu viagem ainda no sábado para o interior cearense, nenhum jogador foi diagnosticado com coronavírus e o grupo está todo à disposição da comissão técnica. A ideia de chegar com antecedência ao local da partida, foi para oferecer um período maior de descanso aos atletas, até a hora da partida, bem como para facilitar a adaptação dos mesmos as condições que eles deverão encontrar na tarde sobralense.  

A previsão mostra que no horário da partida, o céu estará parcialmente nublado, o calor previsto é de 38 graus e a umidade do vento estará na casa dos 46%. A temperatura estará sete graus acima daquela que os jogadores estão habituados a encontrar em Natal. 

“Sabemos da importância desse jogo, a nossa classificação está muito próxima, mas ainda não ocorreu, então temos de entrar em campo para atuar com muita humildade para poder buscar o resultado que nos interessa e garantir a classificação o mais depressa que pudermos. Temos de pensar sempre em estar bem preparados, uma vez que a nossa meta é brigar pelo acesso", afirmou Kobayashi. 

A intenção de classificar logo, é porque o América fará muitas viagens longas na fase de volta da primeira fase, e assegurando a classificação, a equipe estará garantindo ao treinador a possibilidade de realizar um rodízio maior no grupo. A meta é poupar e deixar todo o elenco inteiro para o início do mata-mata.