Líder de facção criminosa potiguar é preso no Rio de Janeiro

Publicação: 2017-05-02 11:56:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um dos líderes do Sindicato Crime do RN foi preso nessa segunda-feira (1º) no Rio de Janeiro. Wildson Alves da Silveira, vulgo Binho ou Beck, de 26 anos, estava na Linha Vermelha, na altura de Duque de Caxias, quando foi preso.

Ele estava foragido desde 16 de março deste ano, quando fugiu da Cadeia Pública Raimundo Nonato. A prisão no Rio de Janeiro foi efetivada com informações enviadas pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, da DHPP, da Coordenadoria de Administração Penitenciária (COAPE) e do Poder Judiciário para a Polícia do Rio de Janeiro.
Wildson Alves é acusado de ordenar mortes no Passo da Pátria
De acordo com as informações da DHPP, Wildson teria ordenado diversos homicídios que aconteceram nos últimos dois anos no Passo da Pátria, na zona leste de Natal. "Mesmo foragido, ele comandava o tráfico de drogas no Paço da Pátria e Mãe Luiza e também continuava a emitir ordens para que desafetos seus fossem mortos", detalhou o diretor da DHPP, delegado Ben-Hur Medeiros.

Após ter sido detido pelos policiais militares, Wildson Alves foi levado para a 59ª Delegacia de Polícia Civil (Duque de Caxias). Policiais civis do Rio de Janeiro entraram em contato com a Polícia Civil do RN que repassou as informações sobre a atuação criminosa de Wildson Alves no Estado. Como ele havia fugido da prisão feita no RN, havia um mandado de prisão contra ele. Wildson Alves também é condenado a cumprir 16 anos de reclusão por um homicídio ocorrido no município de Nísia Floresta.

O Sindicato do RN é uma das facções que entraram em confronto na Penitenciária Estadual de Alcaçuz no mês de janeiro. Na ocasião, 26 detentos foram mortos dentro do presídio.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários