Lacen atinge recorde de análises

Publicação: 2020-11-26 00:00:00
Com mil testes para detecção da covid-19 analisados na terça-feira (24), o Lacen atingiu o recorde de análises de RT-PCR para a doença em oito meses de pandemia. A quantidade reflete o aumento de suspeitos e confirmações do vírus no Rio Grande do Norte nas últimas três semanas. No mesmo dia, 1.090 novos casos da Covid-19 foram confirmadas no Estado (o número inclui testes analisados em laboratórios privados e no Instituto de Medicina Tropical).

O aumento de suspeitos levou a uma falta de testes em unidades de saúde. Em Natal, nos centros criados para serem especializados em Covid-19 pela Secretaria Municipal de Saúde, existem relatos de pacientes que não conseguiram ser testados na semana passada. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal afirmou, porém, que possui testes RT-PCR suficientes em estoque. 

Na sexta-feira (20), a técnica em enfermagem Edisleyanne Velez foi ao Centro Covid instalado no Ginásio Nélio Dias, na zona Norte de Natal, após sentir febre e dores na cabeça e na garganta e não conseguiu ser testada. “Me disseram que faltava o teste e pediram para eu voltar na segunda-feira [23]. 

Quando fui na segunda, disseram que já estava fora do período de testagem”, contou nesta terça-feira.

Segundo a pasta da Saúde de Natal, os testes são remetidos diariamente com base em uma média de atendimentos para os centros, mas estão disponíveis desde que os pacientes se incluam no critério de testagem. No Ginásio Nélio Dias, costumam ser enviados 100 testes diariamente. O Ministério da Saúde estabelece que o RT-PCR seja feito a partir do terceiro dia de sintomas. 

Segunda onda
A Secretaria de Estado de Saúde Pública ainda não considera a situação atual como uma “segunda onda”, mas reconhece o aumento dos casos. Nesta quarta-feira (25), a ocupação dos leitos públicos de UTI para Covid-19 chegou a 53,8% (69 ocupados), um percentual que cresce desde o início do atual mês.







Conforme dados do Boletim Epidemiológico 227, existem 88.064 casos confirmados de covid-19 no Estado. Os óbitos são 2.665 (nenhum nas últimas 24 horas). Os óbitos em investigação somam 407.