Leilão da Avianca é suspenso pela Justiça

Publicação: 2019-05-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O leilão de autorizações de pousos e decolagens (slots) da Avianca, em recuperação judicial, marcado para esta terça-feira, 7, foi suspenso nesta segunda-feira, 6, pelo desembargador Ricardo Negrão, do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, em resposta favorável a um agravo apresentado pela Swissport, arrendadora de motor, contra a homologação do plano de recuperação pelo juiz Thiago Limongi, da 1ª Vara de Falências de Recuperação Judicial.

Avianca acumula mais de R$ 2,5 bilhões em dívidas no mercado
Avianca acumula mais de R$ 2,5 bilhões em dívidas no mercado

Esta suspensão foi em caráter liminar e o agravo ainda será julgado pelo TJ.

Na decisão liminar, o desembargador diz haver relevância nos fundamentos do recurso apresentado pela Swissport indicando a inviabilidade da aprovação do plano de recuperação judicial que está “lastreado em previsões que afrontam o princípio da legalidade".

Segundo o TJ, a Swissport, credora de R$ 17 milhões, pede que o plano seja anulado e um novo apresentado, já que a companhia desenhou um plano baseado na transferência de slots, o que é vedado pela legislação e aponta para a inviabilidade de realização do leilão, já que as UPIs, unidades produtivas isoladas por meio dos quais serão vendidas as autorizações, não estão ainda constituídas. A Swissport teria citado ainda indicações de que houve manipulação de quórum para aprovação do plano de recuperação judicial.

Latam
A Latam vai incorporar dez aviões que operavam pela Avianca. A medida ocorre após a Avianca, companhia aérea que passa por processo de recuperação judicial, cancelar mais de 1.400 voos devido a perda de aeronaves arrendadas.

Atualmente, a Avianca opera apenas entre quatro aeroportos: Congonhas, em São Paulo; Santos Dumont, no Rio, Brasília e Salvador. As aeronaves que serão arrendadas pela Latam são do modelo Airbus 320-200 de propriedade da Air Castle, uma das maiores empresas de leasing de aeronaves do mundo.

Em nota, a Latam disse as negociações para o arrendamento dos aviões começaram no início do ano e que algumas delas já se encontram no centro de manutenção (MRO) da empresa, em São Carlos (SP). “As aeronaves serão operadas em mercados domésticos do Grupo Latam Airlines, principalmente no Brasil, considerando a eventual aquisição dos ativos pela Latam Airlines Brasil", informou a empresa.







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários