Liquigás é vendida por R$ 3,7 bilhões

Publicação: 2019-11-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O consórcio formado entre Copagaz, Itaúsa (holding de investimentos do Itaú Unibanco) e Nacional Gás apresentou na quarta-feira, 6, uma proposta final de R$ 3,7 bilhões para comprar a Liquigás, divisão de gás de cozinha da Petrobras. O lance feito pelo grupo foi o que apresentou o maior valor pelo negócio.

A Copagaz será a controladora da companhia – Itaúsa terá uma participação minoritária relevante, seguida pela Nacional Gás, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

A Petrobras confirmou nesta quinta-feira, 7, a informação. Por meio de nota, a estatal informou que a transação ainda será submetida à aprovação pelos órgãos competentes da Petrobras e as etapas subsequentes  serão divulgadas ao mercado.  A operação ainda depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Fontes ligadas à estatal afirmam que a petroleira teria recebido outras ofertas – o fundo Mubadala, de Abu Dabi, com mais empresas regionais, foi apontado como outro grupo interessado pelo negócio.

Não é a primeira vez que a estatal coloca a Liquigás à venda. Em 2016, o Grupo Ultra, dono da rede Ipiranga e da Ultragaz, anunciou a compra da companhia por R$ 2,8 bilhões, mas o negócio foi barrado pelo Cade. O órgão antitruste alegou concentração de mercado.

No início deste ano, a Petrobrás contratou o banco Santander para conduzir novamente as negociações, como parte de seu plano de desinvestimento. A BR Partners assessorou o consórcio ganhador.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários