Loja Etna vai encerrar atividades no shopping Midway Mall

Publicação: 2020-09-01 00:00:00
A Etna, loja de moveis e decoração, irá encerrar as suas atividades em breve no shopping Midway Mall. A empresa não definiu uma data para a saída, mas os funcionários já foram avisados do fechamento e a unidade passa por um processo de ‘queima de estoque’, com promoções para venda de todos os produtos.


Créditos: Tales LoboLoja está com promoções em todos os produtos. Consumidores fazem fila para aproveitar descontosLoja está com promoções em todos os produtos. Consumidores fazem fila para aproveitar descontos



Sem um pronunciamento oficial por parte da marca, ainda não está definido se a empresa se manterá no Rio Grande do Norte com loja em outro local. Atualmente, a unidade do Midway é a única da Etna no Estado, com mais de 30 empregados. De acordo com alguns funcionários, a empresa apenas informou que iria descontinuar a loja no Midway Mall, sem falar na abertura de algum novo empreendimento.

Procurada, a assessoria de imprensa do Midway Mall não informou os motivos que levaram à saída da Etna, nem se uma nova empresa ocupará o espaço. Caminhando pelo shopping também é possível ver outros pontos desocupados, além de lojas fechadas. Segundo o próprio Midway, o centro possui espaço para mais de 300 lojas.

Nesta segunda-feira (31), a loja da Etna estava movimentada, com muitos clientes aproveitando as promoções, inclusive com uma fila formada na entrada. Devido as medidas de restrição por conta da pandemia da covid-19, o estabelecimento limita a entrada dos clientes.

Todos os produtos estão com descontos especiais por conta do fechamento. A unidade conta também com estoque diminuto, sendo a maioria dos moveis vendidos peças de mostruário. Até mesmo alguns corredores começam a ser esvaziados.
“Eu lamento muito (o fechamento da loja). Tenho o costume de frequentar a loja tanto para escolher produtos para mim, quanto para meus clientes. É triste também porque algumas pessoas vão ficar sem emprego durante um período muito complicado que a gente está passando”, comentou a arquiteta Júlia Torres, cliente da loja, o saber do fechamento.


A marca
Fundada em 2004, a Etna é referência no mercado de móveis, decoração, utilidades domésticas, organização, cama, banho e iluminação. Além do site, que faz entregas por todo o Brasil, a Etna tem 12 lojas físicas espalhadas pelo País, sendo quatro no Nordeste: Fortaleza, Salvador, Natal e Recife.

Retomada
Em contrapartida ao fechamento da Etna, a economia do Rio Grande do Norte vem demonstrando uma recuperação nos últimos meses. Após a grave crise econômica desencadeada pela pandemia da covid-19, o Estado teve em julho, o segundo mês seguido com saldo positivo no quantitativo de empregos formais neste ano.

Depois de seguidos números negativos, de janeiro a maio, o RN registrou, em junho e julho, a geração de mais de 2.700 postos de trabalho com carteira assinada. Somente, no mês passado, foram 9.701 admissões contra 8.540 demissões, o que resulta em um saldo de 1.161 vagas abertas. Nacionalmente, houve a abertura líquida de 131.010 empregos com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia.

Entre os estados do Nordeste, o RN não chegou a ser destaque, ficando entre os quatro com menor geração de empregos. Somente Sergipe teve saldo negativo (-804). O estado com melhor resultado foi o Ceará (5.727), seguido do Maranhão (4.919), Pernambuco (4.624) e Bahia (3.182). Em Alagoas, o saldo foi de 1.571 vagas; na Paraíba (1.211) e no Piauí (1.073). Em julho, houve aumento de 1,33% nas contratações e de 6,44% nas demissões ante junho, mês em que o RN tinha sido o terceiro maior saldo do Norte-Nordeste.







Leia também: