Lua é referência para nossa rotina na Terra

Publicação: 2016-11-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A melhor época para plantar e colher para muitos povos, os calendários chinês, hindu, budista e judaico – e também o maia em menor proporção – utilizam a Lua como referência. O instinto animal capta, o ciclo menstrual coincide, marés e natureza recebem influências diretas, o lunático enlouquece... bom, essa última não tem nada de científico, mas o professor José Dias admite que a Lua “exerce um fascínio. É uma fonte de questionamentos, e com certeza, se ela não existisse, a Terra como conhecemos seria outra; perderíamos os ciclos da natureza”.
Ana SilvaJosé Dias admite que sem a lua ‘A Terra como conhecemos seria outra; perderíamos os ciclos da natureza’José Dias admite que sem a lua ‘A Terra como conhecemos seria outra; perderíamos os ciclos da natureza’

saiba mais

Dias lembra que o campo magnético do planeta é gerado pelo núcleo e o plasma que circula abaixo da crosta terrestre, e a Lua exerce influência direta. “A Lua também amortece a fricção da água no fundo dos oceanos. Esse alinhamento entre a Lua e a Terra proporcionou o surgimento da vida; e a tendência, daqui a bilhões de anos, é o satélite perder força e cair na Terra. É um ciclo natural”.

O cientista garante que o homem aterrissou "sim" na Lua, e deixou um espelho por lá: “Não tem como duvidar desse fato, mede-se a distância com um laser projetado da Terra refletido por esse espelho”. Teria sido bem diferente se fosse como escreveu Herbert Vianna, d’Os Paralamas do Sucesso: “Tendo a lua, aquela gravidade aonde o homem flutua. Merecia a visita não de militares, mas de bailarinos, e de você e eu”.

Música no pé do morro
A melhor forma de ver o fenômeno da superlua é ir para um local aberto e tranquilo, longe de fontes fortes de iluminação artificial. Como em qualquer outra Lua cheia, o corpo celeste parecerá maior e mais brilhante logo que aparece no horizonte – tudo ilusão de ótica, o brilho é que será 30% intenso e a sensação da variação do tamanho depende de um ponto referencial próximo do observador. O nascimento da Lua na segunda-feira (14) será às 17h33, hora local.

Para quem estiver em Natal, uma boa opção é curtir o lual e tomar um “banho de lua” como fez Celly Campello, no bar e restaurante Old Five, aos pés do Morro do Careca em Ponta Negra com direito a show de Sueldo Soaress a partir das 19h.

Outra dica para garantir a ilusão de ótica é observar o fenômeno entre árvores ou casas, mas claro, de preferência, em um local com, pouca luminosidade urbana.

A criatividade popular, em várias partes do mundo e em vários períodos ao longo da História da humanidade, já enxergou na silhueta da superfície lunar um coelho; um rosto humano; um par de mãos; uma árvore; mulheres; sapos; Jesus Cristo; e um homem carregando lenha. De certeza mesmo só o que cantou Pepeu Gomes: “A noite vai ter lua cheia, tudo pode acontecer!”


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários