Cookie Consent
Natal
Lula inaugura primeira UPA de Natal
Publicado: 00:00:00 - 10/06/2010 Atualizado: 22:28:02 - 09/06/2010
Lula discursa durante inauguração de UPAO presidente Luís Inácio Lula da Silva chegou pelo menos duas horas atrasado para a solenidade de entrega das primeiras 24  novas ambulâncias que serão destinadas ao Serviço Móvel de Urgência (Samu/192) e para a inauguração da Primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do estado, evento marcado inicialmente para começar às 10h de ontem, no bairro Pajuçara, Zona Norte de Natal. Ao chegar ao local – todas as autoridades presentes já encontravam-se no palanque e já haviam visitado as instalações da UPA –  discursava a prefeita da capital, Micarla de Sousa (PV), que lamentou não poder agradecer de público, na ocasião, ao líder petista, a inauguração da atual UPA e das outras quatro que serão instaladas até o final do ano, frutos de uma parceria com o Governo Federal.

O presidente iniciou o discurso desculpando-se pelo atraso. “Eu sei que não é comum presidente pedir desculpas, mas eu faço questão porque vocês estão aqui desde cedo e eu teria que estar também”, assinalou, justificando que não perdeu a hora por acaso. Ele informou que desde as primeiras horas da manhã tentava, sem sucesso, conversar via telefone com o primeiro ministro da Turquia para fechar questão acerca da decisão do Conselho de Segurança da ONU de impor sanções ao Irã (veja mais detalhes na página 7).

A estrutura montada pela equipe da presidência da República tinha ambientes separados para autoridades (secretários municipais e estaduais, assessores, etc), imprensa e populares. Cerca de 100 homens, membros das Forças Armadas em âmbito local, faziam a segurança da área e uma equipe de outras mais de 100 pessoas foram deslocadas da presidência da República para organizar os preparativos antes da chegada do presidente – é a chamada equipe precursora, que movimentava-se por Natal havia quatro dias.

Ao falar sobre a otimização dos serviços de Saúde, protagonizados pelo Brasil, Luís Inácio lembrou a infância pobre em Garanhuns (PE), sua terra natal, e os primeiros anos em São Paulo (SP), quando não dispunha de condições para pagar um plano de Saúde e necessitava do serviço público quando havia necessidade.

A prefeita de Natal, Micarla de Sousa, agradeceu ao senador Garibaldi Alves (PMDB) e ao deputado federal Henrique Alves (PMDB) pela ajuda na consolidação da UPA.   “Foi essa ajuda para me abrir as portas em Brasília”, afirmou.

União vai investir R$ 19 milhões

As parcerias entre Prefeitura de Natal e os governos do Estado e Federal oficializadas ontem, trarão ao Rio Grande do Norte recursos destinados pela presidência da República de aproximadamente R$ 27 milhões.  No caso da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) o investimento apontado é de R$ 3,5 milhões para a construção, sendo R$ 2 milhões do Governo Federal e R$ 1,5 milhão de contrapartida da Prefeitura do Natal. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, informou a União investirá R$ 19 milhões nas obras das dez unidades que funcionarão no estado.

A UPA de Pajuçara tem capacidade para mais de 300 atendimentos por dia. A unidade contará com uma equipe formada por 150 profissionais, sendo 28 médicos. São quatro consultórios médicos, 12 leitos, salas de acolhimento, observação, setor de pronto atendimento, setor de diagnóstico e terapêutico e será totalmente informatizada. Por intermédio de um modelo de gestão considerado inovador, o paciente que chegar à unidade será classificado de acordo com o nível de urgência e receberá um cartão e uma pulseira coloridos para, após, ser encaminhado ao setor de atendimento correspondente. A expectativa é dar resolutividade superior a 90% dos casos de urgência de clínica geral e pediatria que chegarem à UPA, reduzindo a demanda transferida para os hospitais maiores.

Questionado sobre o modelo de gestão escolhido pela Prefeitura de Natal para administrar a UPA de Pajuçara, o presidente Lula afirmou que chega a ficar “triste” com as críticas neste sentido porque, a seu ver, “o importante é a implantação da estrutura”. Ele enfatizou que cada prefeito tem autonomia para escolher o modelo de gestão.

Lula entrega tratores e ambulâncias

Fruto da parceria entre prefeitura e governos do estado e federal, o Rio Grande do Norte também receberá até o final do ano mais 53 novas ambulâncias além das 24 entregues ontem, destinadas ao Serviço Móvel de Urgência  (Samu/192). O ministro José Gomes Temporão afirmou ontem que até o final de 2010 os veículos devem atender, através do 192, todas as regiões do estado. “É um programa tecnologicamente avançado e que terá condições de atender toda a população do Estado”, afirmou.

Na solenidade do Centro de Convenções (lei mais na página 5), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também assinou convênio para entrega de 80 tratores que integrarão o programa Território para Cidadania no Rio Grande do Norte a prefeituras do RN. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, lembrou que o Governo Federal inverteu a realidade onde o Nordeste era a região com o maior número de agricultores, mas a que tinha os menores recursos do Programa Nacional de Agricultura Familiar.
“Hoje temos 1,1 milhão de agricultores no Nordeste que operam R$ 2,5 bilhões. Estamos fazendo isso porque agricultura familiar é importante para o Nordeste e para todos os Estados brasileiros”, destacou ontem o ministro do Desenvolvimento Agrário.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte