Lula inaugura unidades das escolas técnicas no RN

Publicação: 2009-08-20 00:00:00
A+ A-
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estará hoje no Rio Grande do Norte para oficializar a entrega de novas unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). No município de Ipanguaçu, o presidente inaugura o campus local, que já está em funcionamento, e os novos campi instalados em Apodi, Caicó, Macau, João Câmara, Pau dos Ferros e Santa Cruz.

Lula tem desembarque previsto para as 10h30 no aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró, e logo depois segue, provavelmente, de carro para Ipanguaçu. O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, o senador Garibaldi Filho (PMDB) e a deputada Fátima Bezerra (PT) devem acompanhar o presidente Lula no voo. Em Mossoró, eles devem ser recebidos pela prefeita Fafá Rosado no aeroporto Dix-sept Rosado, quando será presenteado com objetos que lembram a cidade.

A solenidade de inauguração dos novos campi deve começar às 12h30 e terminar por volta das 14h. Em seguida, o presidente retorna para Mossoró e na sequência para Brasília (DF). Lula terá a companhia oficial do ministro da Educação, Fernando Haddad, e do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins.

Hoje, o secretário-substituto de Educação Profissional do Ministério da Educação (MEC), Getúlio Marques Ferreira, e o reitor do IFRN, Belchior de Oliveira Rocha, apresentaram dados do plano de expansão dos institutos federais, em entrevista coletiva concedida no campus de Mossoró do IFRN.

Getúlio destacou que as escolas federais foram criadas em 1909, pelo presidente Nilo Peçanha, e que esse modo de ensino sofreu um retrocesso no governo Fernando Henrique Cardoso, “que criou uma lei proibindo a expansão das escolas técnicas federais”.

Ele observou que em 2002 existiam 140 escolas técnicas no país, destacando que agora são 354 unidades federais funcionando.  Belchior lembrou que há quatro anos existiam apenas duas unidades do Cefet no Estado. “A partir de amanhã (hoje) serão 11 unidades. Um grande avanço para o RN”, ressaltou.

Os novos campi do IFRN começam a funcionar no próximo dia 8 de setembro, recebendo inicialmente entre 350 e 390 estudantes. Quando estiverem em pleno funcionamento, cada escola atenderá a 1,2 mil estudantes. O Governo Federal está investindo mais de R$ 5 milhões em cada campus.

Mais de duas mil pessoas estão sendo esperadas no Campus Ipanguaçu, entre servidores do IFRN, autoridades e moradores dos sete municípios que receberão as novas escolas.  A expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica no Rio Grande do Norte está diretamente relacionada ao crescimento e redimensionamento da atuação do atual Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), que até o ano de 2006, contava com apenas duas Unidades de Ensino: a Unidade Central de Natal, cuja fundação remonta às suas origens em 1909; e a Unidade de Ensino Descentralizada de Mossoró, inaugurada em 1994.

O Estado contava ainda com mais três Escolas Técnicas vinculadas à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): a Escola Agrícola de Jundiaí, a Escola de Enfermagem e a Escola de Música, perfazendo, à época, uma matrícula total em Educação Profissional na Rede Federal da ordem de cinco mil alunos.

Estudos preliminares desenvolvidos por esta instituição sobre o Estado, que subsidiaram a primeira fase do maior plano de expansão da Rede já empreendido pelo Governo Federal, apontaram a importância da implantação de, pelo menos, mais 13 novas Unidades de Educação Profissional no Rio Grande do Norte, para o atendimento de uma matrícula anual da ordem de 20 mil estudantes em cursos regulares, conforme quadro demonstrativo abaixo:

Na primeira fase do referido plano de expansão, em 2006, foram implantadas três Unidades de Ensino vinculadas ao então Cefet-RN: as Unidades de Ensino da Zona Norte de Natal, de Ipanguaçu e de Currais Novos, cuja oferta educacional representa atualmente um incremento de mais de duas mil matrículas.  Na segunda etapa do plano de expansão, por sua vez, o Rio Grande do Norte foi contemplado com mais seis campi, situados nos municípios de Apodi, Pau dos Ferros, Macau, João Câmara, Santa Cruz e Caicó

Com isso, em 2010 a educação profissional no Estado contará com 12 mil matrículas em cursos técnicos e superiores de tecnologia, de licenciatura e de pós-graduação, com a expectativa de atingir 20 mil matrículas até o fim da implantação das demais Unidades previstas.