Média de público cai e pressiona temporada 2018

Publicação: 2017-12-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ícaro Carvalho
Repórter

A próxima temporada terá que ser de recuperação dos dois principais clubes do Estado, no que diz respeito à presença das torcidas. A média de público de ABC e América em 2017 apresentou uma queda de 7,4% com relação ao ano de 2016. Enquanto o alvinegro disputou a segunda divisão do campeonato brasileiro e terminou rebaixado, o alvirrubro jogou a Série D e não conseguiu voltar à terceira divisão.

Os jogos do ABC, na atual temporada, no estádio Frasqueirão tiveram públicos muito baixos
Os jogos do ABC, na atual temporada, no estádio Frasqueirão tiveram públicos muito baixos

De acordo com o pesquisador do futebol potiguar, Marcos Trindade, em 2017, os times da capital levaram juntos às suas respectivas praças esportivas o número de 188.538 torcedores. Em 2016, os clubes levaram juntos às arquibancadas 203.691 torcedores.

Analisando os números de cada uma das equipes neste ano, o América apresentou pelo segundo ano consecutivo a melhor média de público. O clube da Rodrigues Alves teve uma média de 4.274 pagantes, enquanto que o número do alvinegro da Rota do Sol foi de 3.534 torcedores.  No ano passado, o América apresentou média de 4.362 torcedores. Já o ABC teve público de 4.309.

Assim como em 2016, as duas equipes jogaram a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil no primeiro semestre, além das competições nacionais. O América, por sua vez, não mandou jogos em casa na Copa do Brasil, uma vez que foi eliminado logo na primeira fase, para o Audax-SP.

Mesmo tendo a média superior, o América disputou menos jogos que o ABC na temporada. Jogando na Arena das Dunas, o alvirrubro disputou apenas 16 partidas em casa, obtendo, inclusive, os maiores públicos da Série D. O ABC, por sua vez, teve pouco mais que o dobro de compromissos com relação ao rival, 34.

Entre outros fatores, um dos sintomas que pode explicar a redução na ida dos torcedores ao Frasqueirão e à Arena das Dunas é a má fase que vivem os clubes potiguares. Se o ABC viveu uma de suas piores crises na história da Série B, o América deixou a desejar no estadual, não chegando sequer as fases finais. Outro fator aliado a esses má campanha das agremiações na Copa do Nordeste, ambas, caindo na primeira fase da competição.

ABC
Estadual:                    36.640
Copa do Brasil:           18.582
Copa do Nordeste:     5.552
Série B:                       59.388
Jogos em casa:           34
Média total:                3.534 torcedores

América
Estadual:                    13.814
Copa do Brasil:           0
Copa do Nordeste:     5.958
Série D:                      48.604
Jogos em casa:           16
Média total:                4.274 torcedores

Dados obtidos com o pesquisador do futebol potiguar, Marcos Trindade


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários