Esportes
Média salarial nos times de Natal é de R$ 4,3 mil
Publicado: 00:00:00 - 04/07/2021 Atualizado: 16:41:00 - 03/07/2021
Apesar dos melhores jogadores de futebol possuírem contratos de centenas de milhões, o salário médio dos jogadores de futebol no Brasil é bem diferente. 88% dos jogadores ganham salários de até R$5 mil. É o que revela uma pesquisa divulgada pela plataforma CupomValido.com.br que reuniu dados da CBF, Statista e Ernst & Young sobre o esporte no Brasil. Em Natal, ou seja, excluindo os clubes do interior potiguar, um Jogador de Futebol ganha, de acordo com o site Salario.com.br , que usa dados do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, divulgados pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo Ministério do Trabalho) os atletas recebem entre R$ 3.957,62 (média do piso salarial 2021 de acordos, convenções coletivas e dissídios) e o teto salarial de R$ 9.323,24, sendo que a média salarial fica em R$ 4.336,22 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.

adriano fontes


A função de Jogador de Futebol CBO 3771-10 trabalhando em Natal, tem um perfil profissional médio de um trabalhador com 29 anos, ensino médio completo, do sexo masculino que trabalha 44h por semana em empresas que atuam no segmento de Clubes sociais, esportivos e similares.

Esses dados tem uma amostragem de 225 salários de profissionais admitidos e desligados oficialmente pelas empresas.

O levantamento leva em consideração somente o salário base de Jogador de Futebol, não entram no cálculo nenhum adicional salarial como bônus, comissões, horas extras, adicional noturno, periculosidade, insalubridade nem nada do tipo. Somente o salário bruto registrado em carteira e no contrato de trabalho entram na amostragem.

À medida que a pesquisa se desloca da capital potiguar para o interior esses números despencam e a realidade geral, encontrada em nível nacional, passa a ser demonstrada. Por exemplo, em Parnamirim, cidade conurbada com Natal, a média salarial já cai para R$ 1.046,28. O número se aproxima muito na cidade de Assu, com média de R$ 1.098,33.

Em Ceará-Mirim, onde está o Globo, campeão potiguar de 2021, de forma inédita, batendo ABC e A,érica, que, segundo os dados, possuem médias salarias bem superiores, a média paga por jogador é de apenas R$ 1.277,57. O teto não ultrapassa o valor de R$ 1.200,00.

O Brasil possui 7.020 clubes registrados, e 874 clubes profissionais ativos. A grande maioria está concentrado no Sudeste com 39% do total, sendo Minas Gerais o estado com a maior concentração de clubes.

Salários no Brasil

O Brasil possui mais de 360 mil atletas registrados, sendo que 25% são profissionais.

Com relação aos salários, 55% dos atletas profissionais recebem aproximadamente um salário mínimo por mês. 33% do total dos atletas recebem entre R$1.001 e R$5.000. Somente 12% recebem salários acima de R$5.001.

A análise foi considerada somente salários baseados na CLT, ou seja, não foi considerada os direitos de imagens, que podem alcançar até 40% do salário.

A região que paga o melhor salário é o Sudeste, com uma média de R$15.000. 64% do montante total gasto com salários, estão concentrados nesta região. O Nordeste é a região que paga o menor salário, com uma média de R$1.000.

Salários dos melhores

O cenário muda quando comparamos os salários dos melhores atletas. Neymar é o brasileiro com o maior salário, com R$405 milhões por ano. Ao considerar ganhos com publicidade e patrocínios, o valor sobe para R$501 milhões.

Ao comparar com o cenário mundial, o atleta brasileiro fica atrás somente do Cristiano Ronaldo com R$610 milhões, e do jogador mais bem pago do mundo, Lionel Messi com R$657 milhões.

Porque alguns jogadores tem um salário tão alto?

A resposta pode ser explicada pela oferta e demanda. Quanto mais difícil de ser substituído, maior será o salário de um jogador.

Além disso, os melhores jogadores são muito bem pagos, por serem protagonistas de um espetáculo que gira cada vez mais dinheiro.

Só no Brasil, o futebol é um esporte que movimenta R$52 bilhões. A receita dos maiores clubes, crescem a cada ano com o aumento de publicidade e da popularidade do esporte. Quanto mais os clubes ganham em receita, maior é disponibilidade para oferecerem salários melhores. Consequentemente, como muitos times disputam os poucos jogadores mais visados, isso faz com que os salários destes poucos jogadores aumentem exponencialmente.

Segundo a pesquisa, no Brasil, 80% do valor total dos salários está concentrado em apenas 7% dos atletas.

Divulgação
Valores no mercado futebolístico

Valores no mercado futebolístico


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte